quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

FELIZ 2015 !

UM FELIZ ANO NOVO !
QUE 2015 CHEGUE CHEIO DE 
ESPERANÇAS E DE MUITA ALEGRIA.
É  O QUE DESEJAMOS À TODOS
NOSSOS CLIENTES , FORNECEDORES,
AMIGOS  E PARCEIROS.

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

CALOR ,CHUVA E TEMPORAIS PARA O ANO NOVO.

Às previsões do tempo estão deixando todos preocupados.O Forte calor e chuvas dos últimos dias e a previsão de temporais durante a virada e inicio de 2015 preocupam á todos.Muita umidade  e sol forte colaboram para a formação destas previsões que não costumam errar.
Esperamos que nossa cidade fique de fora deste roteiro .

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

NUNCA SE ROUBOU TÃO POUCO.




Ricardo Semler
TENDÊNCIAS/DEBATES
Nunca se roubou tão pouco
Não sendo petista, e sim tucano, sinto-me à vontade para constatar que essa onda de prisões de executivos é um passo histórico para este país
Nossa empresa deixou de vender equipamentos para a Petrobras nos anos 70. Era impossível vender diretamente sem propina. Tentamos de novo nos anos 80, 90 e até recentemente. Em 40 anos de persistentes tentativas, nada feito.
Não há no mundo dos negócios quem não saiba disso. Nem qualquer um dos 86 mil honrados funcionários que nada ganham com a bandalheira da cúpula.
Os porcentuais caíram, foi só isso que mudou. Até em Paris sabia-se dos "cochons des dix pour cent", os porquinhos que cobravam 10% por fora sobre a totalidade de importação de barris de petróleo em décadas passadas.
Agora tem gente fazendo passeata pela volta dos militares ao poder e uma elite escandalizada com os desvios na Petrobras. Santa hipocrisia. Onde estavam os envergonhados do país nas décadas em que houve evasão de R$ 1 trilhão --cem vezes mais do que o caso Petrobras-- pelos empresários?
Virou moda fugir disso tudo para Miami, mas é justamente a turma de Miami que compra lá com dinheiro sonegado daqui. Que fingimento é esse?
Vejo as pessoas vociferarem contra os nordestinos que garantiram a vitória da presidente Dilma Rousseff. Garantir renda para quem sempre foi preterido no desenvolvimento deveria ser motivo de princípio e de orgulho para um bom brasileiro. Tanto faz o partido.
Não sendo petista, e sim tucano, com ficha orgulhosamente assinada por Franco Montoro, Mário Covas, José Serra e FHC, sinto-me à vontade para constatar que essa onda de prisões de executivos é um passo histórico para este país.
É ingênuo quem acha que poderia ter acontecido com qualquer presidente. Com bandalheiras vastamente maiores, nunca a Polícia Federal teria tido autonomia para prender corruptos cujos tentáculos levam ao próprio governo.
Votei pelo fim de um longo ciclo do PT, porque Dilma e o partido dela enfiaram os pés pelas mãos em termos de postura, aceite do sistema corrupto e políticas econômicas.
Mas Dilma agora lidera a todos nós, e preside o país num momento de muito orgulho e esperança. Deixemos de ser hipócritas e reconheçamos que estamos a andar à frente, e velozmente, neste quesito.
A coisa não para na Petrobras. Há dezenas de outras estatais com esqueletos parecidos no armário. É raro ganhar uma concessão ou construir uma estrada sem os tentáculos sórdidos das empresas bandidas.
O que muitos não sabem é que é igualmente difícil vender para muitas montadoras e incontáveis multinacionais sem antes dar propina para o diretor de compras.
É lógico que a defesa desses executivos presos vão entrar novamente com habeas corpus, vários deles serão soltos, mas o susto e o passo à frente está dado. Daqui não se volta atrás como país.
A turma global que monitora a corrupção estima que 0,8% do PIB brasileiro é roubado. Esse número já foi de 3,1%, e estimam ter sido na casa de 5% há poucas décadas. O roubo está caindo, mas como a represa da Cantareira, em São Paulo, está a desnudar o volume barrento.
Boa parte sempre foi gasta com os partidos que se alugam por dinheiro vivo, e votos que são comprados no Congresso há décadas. E são os grandes partidos que os brasileiros reconduzem desde sempre.
Cada um de nós tem um dedão na lama. Afinal, quem de nós não aceitou um pagamento sem recibo para médico, deu uma cervejinha para um guarda ou passou escritura de casa por um valor menor?
Deixemos de cinismo. O antídoto contra esse veneno sistêmico é homeopático. Deixemos instalar o processo de cura, que é do país, e não de um partido.
O lodo desse veneno pode ser diluído, sim, com muita determinação e serenidade, e sem arroubos de vergonha ou repugnância cínicas. Não sejamos o volume morto, não permitamos que o barro triunfe novamente. Ninguém precisa ser alertado, cada de nós sabe o que precisa fazer em vez de resmungar.
RICARDO SEMLER, 55, empresário, é sócio da Semco Partners. Foi professor visitante da Harvard Law School e professor de MBA no MIT - Instituto de Tecnologia de Massachusetts (EUA) 
Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do jornal. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate dos problemas brasileiros e mundiais e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo. debates@uol.com.br - www.folha.com/tendencias
PUBLICADO EM 21.11.2014 

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

INDICE DO FPM ICMS 2015 DOS MUNICIPIOS DA REGIÃO.

Lista definitiva dos índices de repasse do ICMS altera posição de alguns municípios das Missões

Números apontam que o município de Salvador das Missões não terá queda e sim um retorno de mais 2% do imposto, e São Borja um aumento de 0.2%
As 26 prefeituras da Associação dos Municípios das Missões (AMM) encerram as contas de 2014, não de forma ideal, mas com melhores perspectivas financeiras para 2015. E as razões são duas: a promulgação do projeto que garantiu o repasse de mais 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM); e o aumento, para a maioria delas, do retorno do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para 2015, com relação a 2014. A tabela com os índices definitivos, que foi publicada dia 10 deste mês, no Diário Oficial do Estado (DOE) e divulgada pela Famurs, mostra que alguns municípios tiveram alterações nos percentuais.
16 cidades missioneiras terão aumento e outras 10 tiveram o índice reduzido. Os resultados só não foram mais positivos, em razão do desempenho da economia dos municípios que dependem da agricultura,  e por isso  ficaram abaixo do setor industrial. Nesse sentido, a AMM está trabalhando para uma alteração na lei estadual do ICMS de forma a beneficiar os pequenos municípios.

Aumento no ICMS/2015 - Bossoroca (1,2%); Caibaté (1,1%); Cerro Largo (3,3%); Entre-Ijuís (0,7%); Eugênio de Castro (1,4%); Garruchos (1,8%); Porto Xavier (12,8%); Roque Gonzales (6,4%); Salvador das Missões (2%); %); Santo Ângelo (2,7%), São Borja (0,2%).  São Luiz Gonzaga (6,3%); São Miguel das Missões (2,8%); São Nicolau (1,0%); São Paulo das Missões (2,5%) e Sete de Setembro (0,1%).
Queda no ICMS/2015 - Dezesseis de Novembro (-1,6%); Giruá (- 2,2%); Guarani das Missões (-19,4%); Mato Queimado (-3,0%); Pirapó (-0,7%); Rolador (-3,1%); São Pedro do Butiá (-2,6%); Santo Antônio das Missões (-1,1%); Ubiretama (-1,2%), e Vitória das Missões (-4,0%).


Por Karin Schmidt
Fonte: Assessoria de imprensa-AMM

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

AMM QUER CRESCIMENTO MAIOR DA REGIÃO MISSIONEIRA EM 2015.

AMM define estratégias e ações para garantir maior crescimento da região em 2015

Infraestrutura viária, ponte internacional, ferrovia Norte Sul e aeroporto regional continuam entre as principais demandas. Mais recursos para a produção primária, também é preocupação dos gestores municipais.

A união dos prefeitos e a confiança das comunidades missioneiras na força da Associação dos Municípios das Missões (AMM), têm proporcionado expressivos avanços em diferentes setores. O aumento de 1% no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e o início de importantes obras viárias iniciadas neste ano, se devem às constantes mobilizações da Associação. Mas o esforço pelo crescimento econômico, social e cultural dos 26 municípios e da região, vai continuar ainda mais forte em 2015. Este foi o enfoque da última assembleia de 2014, realizada na sede da AMM, sexta-feira (19/12), quando foram definidas outras ações conjuntas para sensibilizar autoridades federais e estaduais no atendimento às necessidades da população das Missões.
Conforme estabelecido pelos prefeitos, a luta em defesa das revindicações missioneiras vai recomeçar já no início de janeiro, logo após as festas de fim de ano, e  posse dos novos ministros e do governo estadual.

Ponte internacional e ferrovia Norte-Sul.
A Associação vai se organizar para ir novamente à Brasília, no próximo mês, cobrar uma resposta sobre o resultado dos Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) para construção da ponte internacional Brasil/Argentina. O governo federal havia confirmado que o anúncio seria divulgado dia 18 de dezembro, mas, mais uma vez, não cumpriu a promessa. “Queremos saber o que está acontecendo e qual é a razão para este novo atraso. Não vamos esmorecer. Ao contrário, vamos persistir nessa causa", enfatizou o prefeito de Porto Xavier e vice-presidente da AMM, Paulo Sommer, que afirmou: "a AMM vai somar esforços com outras lideranças missioneiras e autoridades argentinas, e juntos, iremos até a Capital federal em busca de um posicionamento do Dnit e Ministério dos Transportes".
Sommer lembrou ainda que em maio deste ano durante audiência no Dnit, o diretor Executivo Tarcísio Freitas falou claramente para a comitiva de prefeitos das Missões que, tecnicamente, o melhor local para construção da ponte internacional é Porto Xavier/San Javier, conforme características apresentadas no EVTEA. Os contatos para saber sobre o andamento do estudos e inclusão de um traçado missioneiro na ferrovia Norte-Sul serão intensificados pelos prefeitos. Pois, conforme informado pelo diretor do Dnit e ministro dos Transportes, também seriam anunciados neste mês de dezembro.

Confiança no novo governador
Quanto às reivindicações que envolvem o governo gaúcho, a Associação dos Municípios das Missões (AMM) está com grandes expectativas de que o futuro governador José Ivo Sartori ajude a região. O presidente Junaro Rambo Figueiredo já encaminhou documento contendo a lista dos pleitos missioneiros, que será entregue em mãos pela diretoria da Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs) ao governador eleito. Em julho deste ano, os então candidatos ao governo do Estado foram convidados para participar da assembleia da AMM, que acontece anualmente na sede da Federação em Porto Alegre.
Sartori foi o único que esteve no encontro e, por mais de duas horas, dialogou com os prefeitos e prometeu empenho para solucionar os principais problemas da região das Missões. Por esse motivo, a perspectiva em contar com o apoio da nova administração estadual é muito positiva. “Estamos confiantes de que o governador Sartori terá um olhar especial para os pleitos da região. A cada gestão, a AMM se fortalece mais, o que permitirá um salto maior de desenvolvimento econômico dos municípios", motivou o presidente Junaro Figueiredo.

Demandas missioneiras
Entre as principais reivindicações defendidas pela AMM destacam-se: 1)conclusão das obras de modernização do aeroporto regional de Santo Ângelo; 2)infraestrutura logística; 3)sinalização turística; 4)melhorias na eletrificação rural; 5) investimentos na produção primária, habitação e saneamento; 6)reforço na segurança pública, com a convocação dos aprovados em concurso da polícia; 7)repasses para a saúde com pagamentos em dia; 8)apoio para a manutenção de hospitais; 9)alteração da lei do ICMS, elevando a participação do índice do retorno para a produção primária; 10)passe livre estudantil pago diretamente aos alunos, sem intermédio das prefeituras; 11)incentivo financeiro turístico e roteiros integrado aos municípios; 12)aumento no valor do transporte escolar, por aluno da rede estadual, e 13)apoio à legalização fundiária.

Agradecimento
Em nome dos 26 chefes do Executivo missioneiro, o presidente da AMM fez um agradecimento especial à secretária da Associação, Heloísa Cardoso, que depois de cinco anos de trabalho deixa a entidade. Junaro Rambo Figueiredo evidenciou o importante desempenho desta profissional, no atendimento direto a todos os prefeitos. Como uma forma de reconhecimento à atuação de Heloísa, os gestores municipais, em pé, a homenagearam com uma salva de palmas.

Avanços na Infraestrutura logística 
Entre as conquistas da Associação, especialmente nos graves gargalos da malha viária da região, está a assinatura da ordem dos serviços de recuperação da ERS 168, que ocorreu na Secretaria de Infraestrutura de Porto Alegre, no dia 17/12. A previsão para conclusão é de dez meses. Também estão em andamento os trabalhos de remodelação do trevo da BR 392 interseção com a ERS 344, dos acessos municipais trecho São Luiz Gonzaga/Rolador/Cerro Largo; além dos acessos à Ubiretama e Eugênio de Castro, que fazem parte das constantes lutas da AMM.  "Graças a mobilização da Associação o acesso asfáltico ao nosso município, finalmente, começa a ganhar vida. Ao que tudo indica, em 2015 nosso sonho será realizado", comemorou o prefeito de Ubiretama, Celso Wiede.

Novo espetáculo Som e Luz em maio
A diretora do Detur/Funmissões, prefeita de Sete de Setembro, Rosane Grabia, destacou que foi um ano de muito trabalho e que a região nunca esteve tão unida, fator fundamental em favor do fortalecimento turístico local e regional. Ela fez uma explanação de todas as participações da região em eventosr, além da iniciativas desenvolvidas por toda a equipe do Departamento, desde março, período em que foi empossada a atual diretoria e assegurou: "em 2015 estaremos dando seguimento às ações que estão em andamento e  promovendo outras, que visem a valorização do turismo da região".

O vice-diretor do Departamento e prefeito de São Miguel, Hilário Casarin reiterou as importantes conquistas e investimentos no setor turístico da região. Dentre elas, a retomada das obras de revitalização do Som e Luz, em novembro deste ano. "As Ruínas de São Miguel, único patrimônio Histórico Cultural da Humanidade localizado na região sul do país, enriquecem a história, a cultura e o turismo dos 26 municípios missioneiros”, lembrou anunciando que em maio de 2015 está prevista a inauguração do novo espetáculo. “Será um momento de grande emoção para os visitantes e  todos nós missioneiros", salientou Casarin.

Prefeitos e primeiras-damas
Por ser o encerramento das atividades de 2014, os prefeitos fizeram um relato das iniciativas desenvolvidas nos municípios, bem como as alternativas encontradas para contornar a crise financeira, que assolou grande parte das prefeituras neste ano. Eles também aproveitaram a oportunidade e convidaram os colegas e toda a comunidade missioneira para os eventos culturais e artísticos previstos para o próximo ano.
As primeiras-damas, que sempre se reúnem no mesmo dia do encontro mensal da Associação, fizeram um balanço das atividades desenvolvidas e planejamento dos projetos que serão trabalhados em 2015. A próxima assembleia da AMM será dia 20 de março, na sede, em Cerro Largo, quando será eleita a nova diretoria da entidade hoje presidida pelo prefeito de São Luiz Gonzaga, Junaro Rambo Figueiredo.



Por Karin Schmidt
Fonte: Assessoria de imprensa-AMM

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

FOLHA DA PRODUÇÃO EDIÇÃO DE NATAL.


CAPES APROVA MAIS DOIS MESTRADOS PARA UFFS.

UFFS tem mais dois mestrados aprovados pela CAPES

capes_siteA Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) finaliza o ano com ótimas notícias. Nesta semana, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou a aprovação de mais dois programas de pós-graduação stricto sensu para a Instituição.

Os dois novos programas, um Mestrado Profissional em Educação e um Mestrado Interdisciplinar em Ciências Humanas serão ofertados, a partir de 2015, no Campus Erechim (RS). “A recomendação positiva da CAPES para a implantação de mais dois mestrados na UFFS nos causa muito entusiasmo. Em março do próximo ano estaremos completando cinco anos de início das atividades acadêmicas da UFFS e já conseguimos aprovar junto à CAPES 06 (seis) mestrados próprios e um em rede. Estamos aguardando os resultados de outras propostas, que devem sair em breve”, aponta o pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação, Joviles Vitório Trevisol.

O Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas tem como área de concentração “Saberes e Identidades” e como linhas de pesquisa: Saberes, Processos e Práticas Sociais; Educação, Culturas e Cidadanias Contemporâneas; e Sujeito e Linguagem. O objetivo geral do Programa é qualificar profissionais voltados para as discussões relacionadas às Ciências Humanas, formar pesquisadores e capacitar docentes, gestores e profissionais ligados ao campo das Humanidades, considerando a complexidade dos objetos e métodos das diversas disciplinas e áreas que compõem tal campo de pesquisa e atuação.

O Mestrado Profissional em Educação procurará aperfeiçoar a qualificação das práticas educativas que se vinculam à docência, à gestão e aos espaços não-escolares. A área de concentração do Programa é “Práticas Educativas” e possui duas linhas de pesquisa: Pesquisa em Processos Pedagógicos, Políticas e Gestão Educacional e Pesquisa em Educação Não-formal: Práticas Político Sociais.

De acordo com a proposta do Programa, a opção por esta área de concentração visa desenvolver estudos sobre os processos de produção de significados acerca de objetos vinculados à educação, suas relações histórico-culturais, bem como suas implicações nas práticas dos atores educacionais nas escolas e espaços não-formais.

“A pós-graduação da UFFS já está robusta. Vem nascendo aos poucos, mas bastante associada ao projeto político-institucional da Universidade e às grandes demandas de pesquisa e de formação de nossa região de abrangência. A procura pelos cursos de pós-graduação é muito grande e a taxa de evasão é praticamente 0%. A pós-graduação alavanca a pesquisa institucional, além de contribuir com a qualidade da graduação e da inserção regional, por meio da extensão e outras formas. Aos poucos estamos implantando a pós-graduação em todos os campi da UFFS, conforme compromisso institucional pactuado desde a realização da I Conferência de Ensino, Pesquisa e Extensão, em 2010", finaliza o pró-reitor.

www.uffs.edu.br

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

INSTALAÇÃO DO SINE EM CERO LARGO.

  Os vereadores de Cerro Largo em sessão realizada no último dia 10 de dezembro, estiveram debatendo com representantes do FGTAS/SINE  e do Poder Executivo , a possibilidade de
instalação de  um Posto do SINE .A vereadora Vanise |Brum foi a propositora de tal encontro
que vem sendo discutido desde 2013 e esbarra na falta de pessoal , mas com boa chance de ser
concretizada esta solicitação.

sábado, 20 de dezembro de 2014

RUA NECO JANUÁRIO-CENTRO DA CIDADE.

A rua Neco Januário,atualmente é um das que mais movimento tem
de veículos sendo seu transito em determinados horários do dia
uma loucura. Os comerciantes e moradores desta quadra chamada
de Neco do Centro devido ao grande número de empresas ali estabelecidas
aguardam uma ação mais efetiva do Poder Público Municipal quando ao
tal acostamento do asfalto principal. A sujeira, buracos e lodo principalmente
em dias de chuva por ser da parte mais baixa da cidade transformam
em caos a vida de todos deste trecho de 150 mts.
Era bom mesmo sermos olhados com mais carinho pela atual administração.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

BIOMA PAMPA ESTÁ DESPROTEGIDO EM ÁREAS DO RS.

Campus Cerro Largo: Bioma Pampa está desprotegido em áreas do Rio Grande do Sul

bioma_pampa_daniela_oliveira_limaEle representa 60% da área total do Rio Grande do Sul e, mesmo fazendo parte de 2% do total do território nacional, é um dos locais onde existe o maior número de espécies desprotegidas no Brasil. Esse é o bioma Pampa, presente no Uruguai e na Argentina, além do RS. O dia 17 de dezembro foi o dia instituído para se lançar um olhar demorado sobre o bioma que só foi reconhecido oficialmente pelo IBGE em 2004, segundo o grupo de pesquisa Rede Campos Sulinos.

De acordo com estudos da professora da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Cerro Largo, Daniela Oliveira de Lima, o Pampa é um bioma negligenciado em termos de atenção pública, política e acadêmica. “As pessoas não olham ele como um ambiente natural, porque ele é muito usado para a criação de gado. Porém é um sistema natural, e todo o ecossistema exerce o que chamamos de serviços ambientais. No caso do Pampa, tem um grande acúmulo de carbono, porém não enxergamos essa biomassa porque é, em grande parte, subterrânea. Então, o Pampa é importante para absorver carbono, para a manutenção das espécies nativas, nos recursos hídricos, na qualidade do solo e do clima”, argumenta Daniela.
A professora, que é doutora em Ecologia e iniciou seus estudos sobre o Pampa em 2010, afirma que pouco mais de 3% do bioma é protegido no RS por unidades de conservação, sendo apenas 1% proteção integral, o tipo mais restritivo de unidade de conservação. A professora também afirmou que o Pampa é o segundo bioma mais alterado do país. “Perde apenas para a Mata Atlântica, que é um dos biomas mais alterados do mundo”, destaca. A maior reserva desse bioma do estado é a Estação Ecológica do Taim, abrangendo o município de Rio Grande e Santa Vitória do Palmar e tem cerca de 33 mil hectares. “Pode parecer muito, mas é apenas um pontinho no mapa, e as espécies nativas precisam de áreas grandes, pois elas precisam caçar. As outras unidades de conservação no RS são menores ainda, de mil ou dois mil hectares. É preciso um espaço onde uma população inteira possa sobreviver”, diz Daniela.
Entre os principais fatores que degradam esse ambiente estão a pecuária intensiva, a agricultura e a caça. No Pampa, segundo Daniela, o grande problema é o sobrepastoreio, que pisoteia o campo. “Várias áreas têm uma densidade muito grande de gado e, com isso, o solo começa a ter erosão, perde a qualidade, além de poluir a água em razão dos dejetos”, explica. Muitos estudos apontam que a maior produtividade do gado não significa ter uma grande quantidade de animais, porque a necessidade de alimento, também em quantidade intensa, inibe o crescimento da vegetação. “Se houver menos vacas, por exemplo, por hectare, elas irão engordar com maior rapidez. Então a pouca quantidade de animal aumentaria a produtividade desse gado e manteria os ecossistemas naturais”, garante a professora, que defende a pecuária extensiva. Quanto à agricultura, ela destaca a soja, o trigo e também o rápido avanço da produção de árvores (silvicultura) como o eucalipto e o pinus. “A região Noroeste do estado é a mais alterada do Pampa, pois foi onde ocorreu a maior transformação do bioma para a agricultura. É nas proximidades de Bossoroca onde temos os últimos remanescentes desse tipo de vegetação nessa região”, afirma.
Mamíferos em extinção
No bioma Pampa, cerca de 25% dos animais mamíferos estão em extinção e muitas espécies já desapareceram em, pelo menos, 50% de sua área de distribuição. A onça pintada, onça parda, jaguatirica, pequenos gatos do mato e cerca de cinco espécies de ratos, que vivem no subsolo, como o tuco-tuco, estão todos ameaçados, de acordo com Daniela. Entre os já extintos, podem-se destacar os porcos nativos. “Os porcos restantes, pois já não havia o habitat ideal para sua sobrevivência, foram todos caçados. Aqui há um problema muito sério de caça”, finaliza.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

HORÁRIO DE NATAL.

O comércio em geral continua achando ruim
o horário de Natal estabelecido pelo Sindicato
dos Empregados no Comércio  de Santo 
Angelo com jurisdição em Cerro Largo.
Nos dias 17 á 20 e dias 22 e 23 deverá
ser das 09 às 12 horas  e das 14 às 20 hrs.


terça-feira, 16 de dezembro de 2014

ÚLTIMA ASSEMBLÉIA DA AMM NESTA SEXTA EM CERRO LARGO.

Com retrospectiva das ações, AMM promove nesta sexta-feira a última assembleia do ano
16 de Dezembro de 2014
 
Prefeitos, vice-prefeitos, primeiras-damas, secretários municipais, imprensa e demais representantes dos 26 municípios missioneiros estarão reunidos na próxima sexta-feira, 19 de dezembro, na sede da Associação dos Municípios das Missões (AMM), em Cerro Largo. Na ocasião, vai acontecer a última assembleia deste ano, a partir das 9 horas da manhã, com ênfase na avaliação das principais atividades realizadas no decorrer de 2014, e que terão seguimento em 2015, sempre visando o desenvolvimento econômico e social da região das Missões.

Também a diretoria do Departamento de Turismo (Detur) da Fundação dos Municípios das Missões (Funmissões) estará apresentando o relato do trabalho que vem sendo feito, com o intuito de valorizar e fortalecer as potencialidades turísticas de todos os municípios missioneiros. A reunião será coordenada pelo presidente da Associação e prefeito de São Luiz Gonzaga, Junaro Rambo Figueiredo, com o apoio dos colegas prefeitos que integram a direção AMM.

Por Karin Schmidt
Fonte: Assessoria de imprensa

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

AMM BRIGA POR ALTERAÇÃO NA LEI ESTADUAL DO ICMS.

AMM propõe alteração da lei estadual do ICMS para beneficiar municípios que dependem da produção primária
14 de Dezembro de 2014-site da AMM
Das 26 cidades missioneiras 14 receberão aumento,11 terão redução e uma não obteve variação no percentual de retorno do Imposto

A economia do Rio Grande do Sul é fundamentada no setor primário, mas o valor que esta produção agrega no índice de retorno dos municípios é irrisório, considerando que 25% dos recursos do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) são distribuídos por lei estadual. Como na região das Missões a maioria dos municípios também depende do setor agrícola, a AMM propôs à Famurs a criação de um grupo de trabalho que atue na alteração desta lei.

De acordo com os dados divulgados pelo governo do Estado no início de dezembro, no rateio do ICMS 14 municípios missioneiros (Bossoroca, Caibaté, Cerro Largo, Entre-Ijuis, Eugênio de Castro, Garruchos, Porto Xavier, São Luiz Gonzaga, São Miguel das Missões, São Nicolau, São Paulo das Missões, Sete de Setembro, Santo Ângelo e Roque Gonzales) vão receber aumento no retorno do Imposto em 2015, com relação a 2014, com índices que variam de 0.2%, caso de Sete de Setembro, a 13%, caso de Porto Xavier.

Já os municípios de Dezesseis de Novembro, Giruá, Guarani das Missões, Mato Queimado, Pirapó, Rolador, Salvador das Missões, Santo Antônio das Missões, São Pedro do Butiá, Ubiretama e Vitória das Missões sofreram queda no índice de retorno do tributo estadual que varia de -19.2%, (Guarani das Missões) até -1.1% (Ubiretama). São Borja é o único município da AMM que não teve variação no percentual.

O que diz a Famurs
Conforme levantamento da Federação das Associações de Municípios do RS, a queda no retorno de ICMS de alguns municípios é devido ao aumento da atividade industrial em detrimento da agrícola. “Como tivemos boas safras e ausência de estiagem quem tem base agrícola até aumentou sua participação de 2012 para 2013, mas não tanto quanto as cidades com desempenho industrial”, explicou Milton Mattana, consultor da área de receitas da Famurs.

No Estado, o resultado também não foi animador. Dos 497 municípios gaúchos, 262 sofreram queda no índice de retorno do tributo estadual - dividido entre o governo, que fica com 75% do total, e as prefeituras, que recebem os outros 25% do arrecadado.

Providências da AMM
Preocupada com a situação das localidades menores na região das Missões, com economia essencialmente baseada na produção primária, a diretoria da AMM, numa decisão conjunta de todos os prefeitos que congregam a entidade, elaborou uma proposta para a Famurs. Em nome dos 26 municípios missioneiros, foi encaminhado um documento à Federação solicitando a criação de um grupo de trabalho para atuação na alteração da lei estadual do ICMS.

Presidente da Associação dos Municípios das Missões, Junaro Rambo Figueiredo explicou que a iniciativa da AMM tem por objetivo melhorar as condições de desenvolvimento social da maioria dos municípios. "Os pequenos municípios e com base na agricultura são os que menos têm arrecadação de forma própria. Inclusive, há alguns anos a Famurs já tem estudos propondo a alteração da lei estadual do ICMS, que prevê a distribuição do tributo com mais justiça social", frisou Junaro, que é prefeito de São Luiz Gonzaga.

Por Karin Schmidt
Fonte: Assessoria de imprensa

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO DA UFFS FUNIONARÁ EM 2015.

Restaurante do Campus Cerro Largo prepara-se para servir no próximo semestre letivo

10122014_RESTAURANTE_UNIVERSITRIO_72Fritadeiras, forno combinado, caldeirão, câmaras frias, lava-louças, aparelho de buffet: esses e outros equipamentos do Restaurante Universitário da UFFS – Campus Cerro Largo estão a postos para receber a comunidade acadêmica no início do primeiro semestre de 2015. A infraestrutura do prédio também já está pronta: pinturas, pisos, aberturas, mesas com banquetas acopladas, equipamentos de segurança (extintores e placas indicativas), pisos táteis direcionais, tudo está instalado. Além disso, a empresa responsável pelo preparo das refeições – a Refeicheff Restaurantes Empresariais, de Canoas  já está contratada e iniciará a seleção dos funcionários a partir de janeiro de 2015, segundo o coordenador do RU no Campus, Ronaldo Darós. “A previsão é que em fevereiro eles iniciem os trabalhos já que deve haver um treinamento para manusear os equipamentos e também é possível que façamos alguns testes antes da abertura definitiva”, explica Ronaldo.
Ronaldo apresentou os principais equipamentos que fazem parte da cozinha do RU. Um deles, o forno combinado, é um dos mais importantes pois tem condições de preparar 1200 refeições no intervalo de uma hora e meia. “Esse forno é capaz de assar carnes, cozinhar feijão, arroz, legumes, batata frita (sem óleo), entre outros, e podem ser feitos todos ao mesmo tempo, além de ter a opção da cocção a vapor”, explica. Todo o controle da temperatura, tempo e umidade é feito por meio de um painel digital, ele pode ser programado para ligar e ainda emite um sinal quando já está pronto. Ainda, está disponível uma panela de pressão, chamado de “Caldeirão autoclavado” para cozinhar feijão e arroz com capacidade para 300 litros. Segundo Ronaldo, com a panela cheia, é possível preparar 40 Kg de feijão em duas horas, já o arroz, o tempo de cozimento para uma quantidade de 60 Kg é de meia hora.
A estimativa é que sejam servidas cerca de 300 refeições diariamente (almoço e janta) no RU, segundo o coordenador. O RU do Campus Cerro Largo tem capacidade para 500 pessoas sentadas, incluindo os 18 espaços para cadeirantes. Porém, a capacidade do RU, com o fluxo de pessoas, é de fornecer até 2000 refeições por turno.
Reaproveitamento da água da chuva10122014_RESTAURANTE_UNIVERSITRIO_31_opt
No RU do Campus foram instaladas duas cisternas com capacidade para 10 mil litros cada e uma com capacidade para 7500 litros que armazenam água da chuva. A água será aproveitada nas descargas dos vasos sanitários e nas torneiras da área externa do restaurante. Ainda, segundo Ronaldo, será ativada mais uma com capacidade de 10 mil litros.
Agricultura familiar e agroecologia
Uma das metas dos RUs da UFFS é adquirir os alimentos diretamente dos agricultores da região de abrangência dos Campi e, na medida do possível, fornecer alimentos orgânicos. A UFFS organizou o projeto dos RUs baseando-se nas diretrizes da Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (PNSAN) que integra dezenas de ações para a produção, fortalecimento da agricultura familiar e a promoção da alimentação saudável e adequada. A Segurança Alimentar e Nutricional consiste na realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, que promovam a saúde, que respeitem a diversidade cultural e que sejam social, econômica e ambientalmente sustentáveis.
www.uffs.edu.br
 

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

LANÇADA CAMPANHA ORGULHO DE SER MISSIONEIRO.

Ao som da canção dos índios guaranis, foi lançada a campanha 'Orgulho de ser Missioneiro'
11 de Dezembro de 2014
Evento reuniu mais de 1.500 pessoas. Os produtos com a marca devem ser disponibilizados para aquisição já no início de 2015.
Nas Missões existe uma atmosfera diferente. É impossível visitá-la, sem se deixar tocar pelo espírito missioneiro. É algo inatingível, inexplicável, mas contagiante. Nesse clima, foi apresentada oficialmente para toda a região a campanha publicitária 'Orgulho de ser Missioneiro', que em breve será comercializada nos produtos confeccionados na região. Representando a diretora do Detur/Funmissões e prefeita de Sete de Setembro, Rosane Grabia, a solenidade foi conduzida pela secretária Executiva do Detur/Funmissões, Izábel Cristina Ribas, na noite de terça-feira, 9/12, em frente às Ruínas de São Miguel das Missões.
Mistura de ritmos
Mais de 1.500 pessoas tiveram o privilégio de assistir o show do músico Fábio de Oliveira, que canta com a alma, e logo na primeira canção que interpretou acompanhado por sua talentosa equipe, mostrou porque é um dos artistas missioneiros consagrados em todo RS. E não foi diferente a emoção que os visitantes sentiram com a apresentação do Coral Guarani da Aldeia Teko'a Koenue, para quem a música sempre teve um significado sagrado e social muito forte, por fazer parte de sua mais profunda manifestação religiosa e de seu cotidiano.
Guia virtual
Outro atrativo da noite foi o lançamento do aplicativo 'Museu sem Paredes', que a partir do próximo ano permitirá aos turistas conhecerem a história de mais de 300 anos do Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo no smartphone e tablet, quando estiverem visitando o local. O aplicativo funciona como uma guia virtual  e estará disponível em inglês, português e espanhol. Todas estas atividades fazem parte da programação da 2ª Mostra Internacional de Música das Missões.
Valor histórico
Foram recepcionados pelo prefeito anfitrião, Hilário Casarin e por seu vice, Francisco Fang os chefes do Executivo de Caibaté, Sérgio Birk, de Vitória das Missões, Cezar Coleto e de São Borja, Antônio Farelo Almeida, que destacou a importância da iniciativa para fortalecer o turismo da região. "A marca simboliza a nossa história missioneira, da qual temos que ter imenso orgulho. Em São Borja estamos trabalhando para reconstruir o valor histórico do nosso município, que não foi cultivado por administrações anteriores", relatou Farelo Almeida.
Turismo integrado
Já o prefeito Hilário Casarin reiterou que "somente com a união de forças dos 26 municípios da AMM, o turismo missioneiro continuará avançando". Também participaram da festa, alusiva as comemorações dos 31 anos de tombamento das Ruínas de São Miguel como Patrimônio Cultural da Humanidade, pela Unesco, a secretária de Educação e Cultura de Pirapó, Neusa Weber, o secretário de Turismo, Cultura e Eventos de São Borja, Antônio Corin, a equipe do Jornal Hoje da Rede Globo, do quadro 'Tô de Folga', que está fazendo uma reportagem sobre o Destino Turístico Missões, entre outros.
Divulgação da marca
Durante a festa, Hilário Casarin e Izábel Cristina Ribas, que é secretária de Turismo de São Miguel presentearam os prefeitos e secretários municipais com uma cuia de chimarrão personalizada com a marca, e para o público foi entregue um adesivo para colocar no carro. A marca publicitária 'Orgulho de ser Missioneiro' continuará sendo divulgada pela equipe do Departamento de Turismo da Funmissões em outros eventos locais, regionais, estaduais, nacionais e internacionais.
***site AMM***

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

NATAL LUZ É NO BAIRRO BRASILIA HOJE À NOITE.

Logo mais á noite a programação do
natal Luz Missioneiro será realizada no
Bairro Brasilia, com apresentação dos
alunos do Colégio Sgto.Silvio Hollembach.
Até o dia 23 intensa programação.

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

SEGUE O TEMPO SECO E QUENTE.

Cerro Largo mais uma vez está sendo deixada de
lado em matéria de chuvas. Naturalmente como é verão,
a chuva geral esperada pelo jeito vai demorar mais
uns dias para chegar.
E dê-lhe poeira e muito calor !

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

CAMPANHA ORGULHO DE SER MISSIONEIRO.

Lançamento regional da campanha 'Orgulho de ser Missioneiro' será em frente às Ruínas de São Miguel
08 de Dezembro de 2014
Solenidade integra as comemorações dos 31 anos de tombamento do Sítio Histórico como Patrimônio Cultural da Humanidade, único na região sul do país
Na noite da próxima terça-feira, 9/12, às 19h30min será apresentada oficialmente pelo Detur/Funmissões para toda a região, as marcas publicitárias 'Orgulho de ser Missioneiro' e 'Eu amo as Missões', que visam incentivar o turismo local e regional. A solenidade integra as comemorações alusivas aos 31 anos de declaração das Ruínas de São Miguel como Patrimônio Histórico Cultural da Humanidade, pela Unesco, único localizado na região sul do país. A intensa programação inclui a 2ª Mostra Internacional de Música das Missões, que está acontecendo simultaneamente em Santo Ângelo, próximo a Catedral, e São Miguel das Missões, em frente as Ruínas, de 5 a 13 deste mês.
Shows artísticos diários nacionais e internacionais fazem parte das festividades, com acesso gratuito para todos os públicos. E amanhã, dia 9, logo após o lançamento das marcas publicitárias, estarão se apresentando no palco o Grupo de Danças Parafolclórico do CTN Sinos de São Miguel, o Coral Guarani Aldeia Teko'a Koenjú e o músico missioneiro Fábio de Oliveira.
Museu sem Paredes
Outro atrativo inovador será a exibição do  'Museu sem Paredes', um aplicativo digital que vai permitir aos visitantes visualizar no celular como era o Sítio 300 anos atrás. Ainda na terça-feira, amanhã, uma equipe do Jornal Hoje da Rede Globo estará em São Miguel fazendo uma reportagem para o quadro 'Tô de Folga' sobre o Destino Turístico Missões, e deverá estar presente na solenidade de apresentação das marcas publicitárias 'Orgulho de ser Missioneiro' e 'Eu amo as Missões'.
A programação inicia às 19h30min e são esperados prefeitos, vices, secretários municipais, empresários, imprensa e comunidades regionais.

Por Karin Schmidt
Fonte: Assessoria de imprensa-amm

domingo, 7 de dezembro de 2014

VERMELHINHO LOJA E FABRICA EM CERRO LARGO.

Rua Neco Januário,485-Centro(55)3359.2077-Cerro Largo-RS
email.silviofelix@via-rs.net
email:vermelhinho@via-rs.net
www.vermelhinhofabrica.blogspot.com

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

ALERTA PARA O CONSUMO DE AGROTÓXICOS.O VENENO ESTÁ NA MESA II.

Estudantes de Agronomia do Campus Cerro Largo alertam sobre o consumo de agrotóxicos

manifestao_agrotxicos_optNesta quarta-feira (03) um grupo de estudantes do curso de Agronomia da UFFS – Campus Cerro Largo prepararam ações para marcar o Dia Mundial de Luta Contra os Agrotóxicos. Foi exibido o documentário “O veneno está na mesa II”, dirigido por Sílvio Tendler (assista aqui) no meio eletrônico disponibilizado no hall de entrada da Unidade Bloco A, além de slides contendo informações e dados importantes sobre as consequências do uso de agrotóxicos, na estrutura externa do Bloco A. Segundo a estudante do curso, Gabriela Rozek, “buscou-se refletir sobre a nossa formação profissional e as escolhas que estamos tomando no que se refere ao desenvolvimento de uma agricultura que considere a vida no campo, a proteção dos recursos naturais, a saúde dos agricultores e agricultoras e os produtos que vão para a gôndola dos supermercados”, analisa Gabriela.

A UFFS faz parte de um conjunto de mais de 100 organizações, como universidades, movimentos sociais, institutos, ONG´s e cooperativas de todo o país que aderiram à Campanha Contra os Agrotóxicos e Pela Vida. Ela tem o objetivo de sensibilizar a população brasileira para os riscos que os agrotóxicos representam para a sociedade. Segundo informações disponibilizadas no site da Campanha (AQUI), o Brasil é o líder do ranking mundial de consumo de agrotóxicos. Além disso, estima-se que cada brasileiro consome, em média, 5,2 litros de agrotóxicos por ano.

A Campanha também pretende informar sobre a Agroecologia – eixo estruturador dos cursos de Agronomia da UFFS – com o fim de incentivar técnicas de produção de alimentos por meio de práticas tradicionais de manejo produtivo, valorizando recursos naturais disponíveis na localidade.
 
www.uffs.edu.br

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

MOVIMENTO DOS PREFEITOS DA AMM PARA TRAZER O PAPA ÀS MISSÕES.

Prefeitos da AMM integram movimento para trazer o Papa Francisco à região das Missões
04 de Dezembro de 2014
Em San Ignacio/Argentina, foi formada a Assembleia Permanente das Missões Jesuíticas-Guarani. Próxima reunião será no Paraguai, em Trinidad.

Na expectativa de que o Papa Francisco, por pertencer à Ordem dos Jesuítas, venha visitar as Missões, no mês passado uma comitiva de prefeitos da região esteve em San Ignacio, província de Misiones, na Argentina, a convite do Intendente Municipal Juan Esteban Romero. O objetivo do movimento que está sendo organizado por autoridades municipais argentinas e paraguaias, agora também com o apoio da região das Missões, é reunir esforços para conseguir uma audiência com o Papa Francisco, no Vaticano, e fazer o convite formal para que ele visite a região e os 30 Povos Missioneiros.

Para dar mais força ao movimento, no encontro realizado em San Ignacio foi formada a Assembleia Permanente das Missões Jesuíticas-Guarani, integrada por autoridades municipais brasileiras, argentinas e paraguaias. Representam a região das Missões o prefeito de São Luiz Gonzaga e presidente da AMM, Junaro Figueiredo; o prefeito de Porto Xavier, Paulo Sommer; o prefeito de São Miguel das Missões, Hilário Casarin, e o prefeito de São Nicolau, Benone Dias.

Anfitrião do encontro, o Intendente Municipal de San Ignacio, Juan Esteban Romero destacou que "a união de forças é fundamental para dar mais credibilidade e relevância às ações conjuntas que serão realizadas, no empenho de que o Sumo Pontífice Papa Francisco visite a região".


Conforme relatou Casarin, prefeito de São Miguel, município que detém o único Patrimônio Histórico Cultural da Humanidade, localizado na região sul do país, além da tentativa de trazer o Papa Francisco à região, outros projetos integrados serão desenvolvidos pelo grupo, no intuito de valorizar e evidenciar a importância da história jesuítica guarani. "A próxima reunião será em Trinidad, no Paraguai, em fevereiro de 2015, quando teremos informações mais precisas sobre a atuação dos membros da Assembleia Permanente das Missões Jesuíticas-Guarani", explicou.
 


Por Karin Schmidt
Fonte: Secretaria de Turismo de São Nicolau
site:AMM

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

COLIGAÇÃO PMDB/PT CERRO LARGO .

O Prefeito René Nedel oficializou ontem o
rompimento da coligação que governa o
Município de Cerro Largo.
Sandra Freitas Sec.Educação PT foi
substituída  por Neiva Fogolari do PMDB
e na Saúde a saída de Julio Ledur e Liane Schmidt
do PT ,com Paulo Kepper de Almeida PMDB assumindo
a função de secretário de Saúde.

O PT mais uma vez foi vice de chapa vencedora e
no portugues mais simples levou novamente
um pé no trazeiro.

O PP e o PMDB agora empatam nesqte quesito 
de rompimento de coligação após à vitória nas urnas.

sábado, 29 de novembro de 2014

RECAPEAMENTO ASFÁLTICO COM RECURSOS PRÓPRIOS.

O Prefeito René Nedel acompanhou
pessoalmente os trabalhos de recapeamento
asfáltico na avenida Cel.Jorge Frantz , início
da Rua cerro Azul e frente da Prefeitura Municipal
O total será de 9950 m/2 de pavimentação e
dentro de 30 dias estará tudo pronto e sinalizado.

*folha da produção*

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

GAZETA INTEGRAÇÃO.



SEMINÁRIO REFLETE EDUCAÇÃO BÁSICA E AVALIA FORMAÇÃO CONTINUADA.

Cerro Largo: Seminário reflete educação básica e avalia Programa de Formação Continuada

formao_cerrolargo“Aquilo que se vê nos livros, nos computadores, nos diferentes armazéns do conhecimento já não é mais conhecimento, são saberes da humanidade, porque o conhecimento tem que ser algo sempre novo, tem de representar uma nova geração daquilo que se conhece como a realidade”. A frase do secretário de Educação do Rio Grande do Sul, José Clóvis de Azevedo, mostra um novo conceito para o ensino. Porém, como transmitir saberes e gerar conhecimento aliando teoria e prática na realidade da educação pública básica no Estado? Para refletir sobre questões como essa é que se reuniram, nesta quinta-feira (27), em Cerro Largo, cerca de 800 pessoas para o I Seminário Macromissioneiro de Formação Continuada de Trabalhadores em Educação. O evento contou com a participação de representantes de seis Coordenadorias Regionais da Educação (CREs) dos municípios de Santo Ângelo, Santa Rosa, Ijuí, São Luiz Gonzaga, Três Passos e Cruz Alta, do Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul (CPERS) de oito núcleos da região, de Secretarias Municipais de Educação de 85 municípios, da Promotoria de Justiça Regional de Educação de Santo Ângelo e Missões e de oito Instituições de Ensino Superior (IES) presentes no estado.
O Seminário representou o encerramento da 1ª fase do programa Interinstitucional de Formação Continuada dos Trabalhadores em Educação da Região Macromissioneira – Noroeste do RS. O Programa, iniciado neste ano, buscou articular instituições nos diferentes níveis federal, estadual e municipal para refletir as práticas pedagógicas na educação pública básica nesta região. Conforme afirma o coordenador, Luis Fernando Gastaldo, professor da UFFS, esta foi uma fase de avaliação e sistematização dos trabalhos realizados ao longo de 2014. “O grande desafio agora é mantermos isso em andamento. Depois de todo um processo de construção, este ano pudemos efetivar as formações, por meio dos Grupos de Trabalho”, afirma. Gastaldo também explicou o caráter interinstitucional que define o Programa: “não somos nós que devemos ditar o que a escola deve fazer, os próprios professores sabem de suas necessidades e é nisso que auxiliamos e foi dessa forma que fizemos desde o início”.
Para José Clóvis, o Programa é referência para outras regiões: as universidades já têm ido às comunidades e é muito produtivo fazer essa ponte, essa integração entre a educação básica e a universidade. “Quando a proposta surgiu, eu disse: 'é isso que precisamos fazer'. É uma referência fantástica, é a ideia mais importante que se viu em termos de formação nos últimos tempos”, avalia o secretário.
Articulação interinstitucional
Para fazer a formação continuada de cerca de 10 mil profissionais da educação (entre professores e funcionários das escolas), de 85 municípios do Estado, é preciso que várias instituições trabalhem juntas em prol da otimização da educação. Coordenada pela Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Cerro Largo, ela ainda conta com oito IES da região, que atuam como instituições formadoras: Instituto Federal Farroupilha (IFF dos campi Santa Rosa, Santo Ângelo e Panambi), Unijuí, URI, IESA, Unicruz e Setrem. Para o diretor da UFFS – Campus Cerro Largo, Edemar Rotta, esse foi um movimento significativo que representa um grande ganho para a educação. “Além de unir os trabalhadores em educação, ele também congregou as instituições. Só tivemos movimento similar a esse na década de 90. Estávamos muito desarticulados em termos de participação das IES na formação dos docentes, pois cada um fazia o seu trabalho separadamente”, reflete Rotta.
Reconhecimento Nacional
O vice-reitor da UFFS, Antônio Andrioli, que esteve presente no evento, informou que o Programa representa “o maior projeto de extensão da Universidade e também o melhor avaliado programa de formação continuada de trabalhadores do Brasil”. Ele também ressalta o protagonismo dos professores por terem a função de definir as estratégias, os métodos e objetivos utilizados. “É um processo que parte da valorização do profissional docente, envolvendo técnicos da educação e todos os profissionais que atuam no Ensino Médio e na Escola Básica da região, trazendo o protagonismo desses profissionais para a elaboração do próprio Programa”, informa Andrioli.
Painel de GT´s
Os representantes dos Grupos de Trabalhos puderam relatar aos demais suas experiências realizadas ao longo de 2014. Cada um dos GT´s foi composto por profissionais da área temática, por um coordenador designado pelas CRE´s e por um professor assessor de uma das IES, também vinculado à área de interesse. Foram formados cerca de nove GT´s em cada CRE abrangendo diferentes áreas de conhecimento: Gestão, Alfabetização e Letramento, Seminário Integrado, Educação Profissional, Matemática, Ciências Naturais, Ciências Humanas, Códigos e Linguagens e, por fim, Funcionários de Escola.
No encerramento da primeira etapa, foi entregue um documento à Secretaria de Educação do Estado solicitando a garantia da continuidade do Programa nos próximos anos.

7º.ENCONTRO INTERNACIONAL DE CHAMAMACEROS.

O Clube Caça e Pesca de Cerro Largo recebeu um grande
público na noite de ontem para abertura do 7º .Encontro de
Chamameceros e 6º. Manifesto,Canto e Poesia Nheçuanos.
O Evento vai até domingo dia 30 na sede social no Km 2 da estrada
Cerro Largo São Luiz Gonzaga, e tem expectativa dos organizadores 
é de receber em torno de 5 mil visitantes.

Hoje a noite-28 de novembro
Mário Barbará
Claudia Guedes e ViniciusHoch
Charles Arce
Gene Missioneiro
Los Praguayos

Sábado dia 29 de novembro
Emerson Gotardo
Tiago Rossato
Antônio Gringo
Gilberto Missioneiro

Domingo 30 de novembro
Tertúlia Livre
Almoço de Enceramento

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

FOLHA DA PRODUÇÃO .


SECRETARIO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO EM CERRO LARGO.

Nesta quinta feira, 27 de novembro acontece em Cerro Largo, o
1º.Seminário Macromissioneiro de Formação Continuada de Trabalhadores
em Educação. O Evento pretende reunir mais de 800 profissionais da área para
avaliar e sistematizar o Programa de Formação Continuada iniciado
nsete ano. Com a presença do Secretário Estadual de Educação  José Clóvis de Azevedo,
6 Coordenadorias  Regionais de Educação, Secretarias Municipais de
Educação de 85 Municipios, representantes sindicais dos professores e 
do MinistérioPúblico Estadual.
O Programa envolve a UFFS-Universidade Federal da Fronteira Sul  como articuladora
Central, juntamente com Instituições federais e comunitárias da região:Instituto Federal
Farroupilha (IFF)-campus Sta.Rosa,Santo Angelo e Panambi, URI, UNIJUI, IESA,
SETREM E UNICRUZ.
O evento inicia às 08:30 horas no Salão Paroquial de Cerro Largo.
* fonte:uffs*

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

ORGANIZAÇÃO DA FEIRA INTERNACIONAL MISSIONEIRA.

Organização da Feira Internacional Missioneira, marcou participação da AMM na reunião dos 30 Povos Jesuítico-Guarani 15 de Agosto de 2017...