quinta-feira, 9 de abril de 2015

AMM QUER VISITA DO PRESIDENTE DA EMATER.

AMM atua para que presidente da Emater visite a região
09 de Abril de 2015
Proposta é estreitar a parceria com os municípios de forma a fortalecer o setor agrícola, especialmente os pequenos produtores
O presidente da Associação dos Municípios das Missões (AMM), prefeito Angelo Fabiam Duarte Thomas, esteve reunido na manhã desta quinta-feira (9/04), em Porto Alegre, com o presidente da Emater, Clair Kuhn, para discutir a ampliação da atuação dos extensionistas na região missioneira. Ficou acertado que o presidente Clair fará uma visita à região, com data a ser definida, incluindo participação em uma assembleia da Associação para dialogar com todos os prefeitos. “Essa aproximação é estratégica para o crescimento regional, pois, sem a necessidade de alocar mais recursos, poderemos eliminar pequenos problemas, promovendo um melhor planejamento", explicou Thomas.
O dirigente da Associação e também prefeito de Giruá, ressaltou que viabilizando a implantação de um desenvolvimento organizado, com a participação dos 26 municípios da AMM, será possível obter resultados mais satisfatórios do que já são atualmente. "A presença da Emater nas comunidades missioneiras deve ser ainda mais aproveitada pelos produtores rurais, sobretudo os pequenos agricultores", observou.
Parceria estratégica
De acordo com Fabiam, a ideia de reorganização da parceria com a Associação surgiu diante do agravamento da crise financeira que as prefeituras estão atravessando. “É muito difícil manter os convênios existentes, dentre os quais a Emater. Desta forma, é fundamental que entidades e municípios estejam cada vez mais próximos, para auxiliar o desenvolvimento comunitário sob o viés agrícola, garantindo um bom retorno financeiro para os investimentos”, reiterou o dirigente da AMM.
Aumento da produtividade
Anualmente os municípios destinam verbas consideráveis para a manutenção dos trabalhos da Emater. O município de Giruá, por exemplo, paga mais de 100 mil reais a cada ano para assegurar a continuidade destes serviços. Mas municípios maiores, como Santo Ângelo (cerca de 180 mil reais), investem mais. Já os de menor população, comprometem boa parte de sua capacidade financeira com a Emater. É o caso do município de Sete de Setembro, que disponibiliza em torno de 55 mil reais por ano.
Mas estes recursos, lembrou o presidente da AMM, são muito bem empregados, pois existe uma grande confiança no trabalho realizado pela empresa. "Somente por esta razão, muitos municípios ainda não interromperam os repasses. Por isto, o interesse em aumentar a produtividade agrícola da região das Missões, com uma intensificação  da atuação dos técnicos e extensionistas", pontuou Fabiam Thomas. Também participou da reunião o chefe de gabinete da presidência da Emater, Jorge Seibert.

Por Karin Schmidt

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ORGANIZAÇÃO DA FEIRA INTERNACIONAL MISSIONEIRA.

Organização da Feira Internacional Missioneira, marcou participação da AMM na reunião dos 30 Povos Jesuítico-Guarani 15 de Agosto de 2017...