terça-feira, 21 de julho de 2015

AMM e as INFORMAÇÕES SOBRE PONTE INTERNACIONAL.

Nota da AMM em repúdio às informações equivocadas sobre a ponte internacional
20 de Julho de 2015

A Associação dos Municípios das Missões (AMM) manifesta seu VEEMENTE REPÚDIO às informações errôneas, que estão circulando sobre a escolha do município que será contemplado preferencialmente com a construção da 1ª das pontes internacionais entre Brasil e Argentina.
Ao contrário do que foi divulgado recentemente, e de forma precipitada, NÃO HÁ NENHUMA DECISÃO OFICIAL do governo federal confirmando qual das três localidades (Porto Xavier, Porto Mauá ou Itaqui), vai receber o empreendimento. Isso porque o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA), que está sendo elaborado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), e indicará qual destes municípios é, tecnicamente, mais viável para instalação da ponte, NÃO ESTÁ CONCLUÍDO.

Além disso, foram detectadas inconsistências seríssimas que comprometem, completamente, o EVTEA. Por esse motivo, a AMM contestou e entregará ao Dnit um dossiê que comprovará todas as falhas envolvendo o município de Porto Xavier, apontadas no relatório parcial dos estudos. Diante de tais inconsistências, TODAS AS AUTORIDADES que participaram da reunião com os técnicos do Dnit, na Capital federal, assim como a AMM, DECIDIRAM EM COMUM ACORDO esperar as correções do relatório, e NÃO DIVULGAR o resultado parcial dos estudos, que AINDA NÃO ESTÃO FINALIZADOS.

A AMM só teve acesso ao EVTEA porque no dia 8 deste mês, em Brasília, uma comitiva missioneira integrada pelo presidente da Associação, Angelo Fabiam Duarte Thomas, prefeitos de Porto Xavier, Paulo Sommer, de Roque Gonzales, Sadi Ribas, e pelo presidente da Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Loureiro, em reunião proposta por este, juntamente com outros parlamentares estaduais e federais, estiveram reunidos com o ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues. A pedido de todas as lideranças presentes, o ministro determinou que o DNIT apresentasse os relatórios parciais do EVTEA.

A AMM não intenciona tumultuar o processo. Existe um acordo entre as três associações regionais que lutam para receber a ponte (AMM, Grande Santa Rosa e AMFRO): respeitar o resultado oficial do EVTEA. Entretanto, vale ressaltar, que nenhuma dúvida pode pairar sobre o processo, até o momento em que sejam concluídos os estudos técnicos.
A PARTE POSITIVA é que o ministro dos Transportes abriu este EVTEA antes que estivesse concluído, possibilitando à AMM ter conhecimento da evolução do estudo, e, por conseqüência, das inconsistências.

EM RESPEITO À POPULAÇÃO MISSIONEIRA, que há mais de 40 anos sonha com a ponte internacional, a AMM NÃO PODE CALAR diante de INVERDADES DIVULGADAS PRECIPITADAMENTE.

Os 26 GESTORES DA AMM seguirão acompanhando cada etapa deste processo e TRABALHANDO UNIDOS, para dar continuidade À LUTA DE TODOS OS PREFEITOS MISSIONEIROS que ao longo dos anos, conjuntamente com outras lideranças, vêm atuando e somando forças para VIABILIZAR a PONTE INTERNACIONAL em Porto Xavier, na REGIÃO DAS MISSÕES.

PREFEITO ANGELO FABIAM DUARTE THOMAS
PRESIDENTE DA AMM

Por Karin Schmidt
Fonte: Assessoria de imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A FORÇA DA AMM JUNTO AO GOVERNO DO RS.

Em reunião da AMM, governo do Estado garantiu recuperação da estrada de Garruchos 26 de Junho de 2017 Secretário de Transportes as...