terça-feira, 15 de dezembro de 2015

JUREMIR MACHADO DA SILVA

Operação caça PMDB

A Lava-Jato é inesgotável.
Atira para quase todos os lados.
A fase Catilina atinge o PMDB.
Roger Bastide imortalizou o Brasil como país de contrastes.
Nunca se roubou tanto. Nunca se investigou tanto.
O problema é que se rouba mais rápido do que se investiga.
Descobriu-se o Mensalão. Veio o Petrolão.
Deve ser o único país do mundo em que o presidente da Câmara dos Deputados não pode ligar para cumprimentar amigos no fim de ano por ter tido o seu celular levado pela polícia.
A próxima fase da Lava-Jato será a Operação Saco Cheio.
Acontecerá no dia 23 de dezembro.
Delcídio Amaral fará o papel de Papai Noel.
O que andará dizendo a senadora Marta Suplicy, que trocou o PT pelo PMDB em busca de honestidade, transparência, ética, lisura e valores republicanos?
O que estarão pensando os deputados gaúchos que consideram Eduardo Cunha como o melhor presidente que a Câmara teve nos últimos anos?
O que estarão falando aqueles que viam no PMDB de Cunha e Temer uma ponte para o futuro?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MESTRADO DA UFFS INSCRIÇÕES COMEÇAM AMANHÃ.

Mestrado em Desenvolvimento e Políticas Públicas: inscrições iniciam no próximo dia 18 São orfertadas 15 vagas, divididas em duas linhas d...