quarta-feira, 21 de junho de 2017

TEMPO BOM CIDADE VAZIA.

O Comércio de Cerro Largo terá mais uma semana 
de pouco movimento, visto que os agricultores
devem aproveitar o tempo firme e sol forte
para efetuar os serviços em suas propriedades.
O plantio  e a manutenção devem prender os
colonos esvaziando o movimento do comércio
na cidade. O Baixo preço do soja também 
vai contribuir para que a economia sinta
a falta de dinheiro circulando.

terça-feira, 20 de junho de 2017

SESSÃO DA CÂMARA TEVE POLÊMICAS.

A denuncia efetuada por duas funerárias da cidade
pedindo que os vereadores fizessem um questionamento
junto a direção da  AHCASA de favorecimento a funerária
da PAZ em que o vereador Neivo Schmidt tem participação.
O direcionamento segundo denuncia vem sendo realizado
por agentes e funcionários do Hospital o que deverá 
ser esclarecido pelo Presidente  Leonardo Terra Leite
e pelo Administrador Ademir Hartmann.
Uma entidade que recebe recursos públicos não pode
ter participação em eventos desta natureza.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

SEGUE A OPERAÇÃO TAPA BURACOS.

Nesta semana ainda teremos a continuidade
da operação tapa buracos ocasionada pela
chuvarada dos últimos dias que provocou a
abertura de buracos nos asfaltos das ruas de
Cerro Largo.
Muita coisa não deverá ser feita em função
da tão profalada falta de verbas.

domingo, 18 de junho de 2017

SORTEIO DE MOTO VAI BENEFICIAR A AHCASA.

A direção do Cerro Largo futsal lançou
oficialmente no dia 16 (sexta feira) no
Restaurante Central a Ação entre Amigos
que irá arrecadar fundos para o time e 
para a AHCASA com sorteio previsto 
para novembro de 2017 e tem tudo
para ser um sucesso.

terça-feira, 13 de junho de 2017

AMM BUSCA RECURSOS JUNTO AO GOVERNO FEDERAL.

AMM busca recursos do governo federal para ajudar municípios
12 de Junho de 2017
AMM busca recursos do governo federal para ajudar municípios
(esquerda) Prefeito de São Nicolau, presidente da AMM, prefeito de Dezesseis de Novembro, prefeito de Garruchos e ao fundo de colete amarelo o ministro da Integração Nacional e outras autoridades.

Em apoio aos prejuízos contabilizados na região por causa das chuvas, além do pedido da Famurs, também a AMM solicitou ao ministro da Integração Nacional 100 mil reais a fundo perdido.

Novamente, a Associação dos Municípios das Missões (AMM) esteve na capital gaúcha para reivindicar auxílio aos municípios missioneiros, que foram fortemente prejudicados pelo excesso de chuvas. Desta vez, o encontro, que ocorreu na sede da Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs), na tarde de segunda-feira (12), contou com a presença dos ministros da Integração Nacional, Helder Barbalho, do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, senadores, deputados e outras lideranças estaduais e federais.

Situação de emergência
Na região das Missões é grande o prejuízo e os estragos ocasionados pelas enxurradas, especialmente nas estradas e na agricultura. Dos 26 municípios missioneiros, 15 já decretaram situação de emergência: Bossoroca, Cerro Largo, Entre-Ijuís, Garruchos, Guarani das Missões, Pirapó, Porto Xavier, Rolador, Roque Gonzales, Santo Ângelo, Santo Antônio das Missões, São Borja, São Nicolau, Ubiretama e Vitória das Missões. "A meu pedido, em nome da AMM solicitamos ao governo federal o valor de 100 mil reais a fundo perdido, em apoio aos municípios da região que necessitam de auxílio imediato", explicou Brasil Antonio Sartori, presidente da Associação dos Municípios das Missões e prefeito de Entre-Ijuís.

A Famurs entregou documento oficial ao ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, explanando que 151 municípios do RS estão em situação de emergência e mais de 94 atingindos pelas enchentes, totalizando um prejuízo de aproximadamente R$ 339.200.675,00 (trezentos e trinta e nove milhões duzentos mil, seiscentos e setenta e cinco reais). Neste sentido, entre outras revindicações, a Federação solicitou de forma emergencial a liberação desta quantia através de Medida Provisória, para a recuperação da infraestrutura pública atingida (estradas, pontes, pontilhões e boeiros) kits de ajuda humanitária, auxílio às famílias desabrigadas, recuperação do solo degradado e ações de recuperação de danos nas regiões mais afetadas pelas fortes chuvas, por meio de convênios a serem celebrados diretamente com os municípios.

Pressão Política
Cerca de 300 prefeitos gaúchos que participaram do encontro uniram forças e fizeram pressão política, muitos deles, indignados com situações anteriores que não foram solucionadas pela União e pelo Estado. Da região das Missões estiveram presentes o presidente da Associação e prefeito de Entre-Ijuís, Brasil Antonio Sartori; os prefeitos de Garruchos, João Carlos Scotto; de Dezesseis de Novembro, Ademir Gonzato; de Santo Ângelo, Jacques Barbosa; de Roque Gonzales, João Haas; de Porto Xavier, Vilmar Kaiser; de São Nicolau, Ricardo Klein, além de vice-prefeitos e secretários municipais da AMM.
Fotos vinculadas
Por Karin Schmidt
Fonte: Assessoria de Imprensa AMM

segunda-feira, 12 de junho de 2017

CERRO LARGO-NOVAS CONSTRUÇÕES NA 7 DE SETEMBRO.

Novas edificações na rua 7 de setembro,mostram o crescimento
e modernização da cidade de Cerro Largo-RS



 Crescimento de Cerro Largo pode ser medido pela Rua 7 de setembro.

sábado, 10 de junho de 2017

quinta-feira, 8 de junho de 2017

AGAFARMA CERRO LARGO.


Rua 7 de setembro,851-Centro-Cerro Largo-RS
55.3359.4011     whatsApp 55.98469-1535
aga526@agafarma.com.br
Equipe da Agafarma de Cerro Largo .
Sinta-se bem.
Sinta-se em casa.


quarta-feira, 7 de junho de 2017

ASSEMBLÉIA DA CONSULTA POPULAR 2017 FOI REALIZADA NA SEDE DA AMM.

AMM sediou assembleia regional da Consulta Popular 2017
07 de Junho de 2017
Votação será nos dias 1,2 e 3 de agosto

Na tarde de terça-feira (6/6) foi realizada na sede da Associação dos Municípios das Missões (AMM), a assembleia regional da Consulta Popular 2017 - Orçamento 2018, organizada pelo Conselho Regional de Desenvolvimento das Missões (Corede). Conduziram os trabalhos o presidente do Corede Missões, José Cláudio Lourega Reis, o coordenador regional da Participação Popular Cidadã, Daion Eldis Fener, o corrdenador estadual da Participação Popular Cidadã, Theonas Baumhardt, e o diretor da Secretaria estadual de Planejamento, Governança e Gestão, José Oltramari.

Presidente da AMM e prefeito de Entre-Ijuís, Brasil Antonio Sartori, agradeceu a presença dos participantes e reiterou que "a sede da Associação está sempre aberta para eventos desta natureza, que agregam ações que vão ao encontro do desenvolvimento da região missioneira". O encontro, que teve como finalidade o desencadeamento formal do processo da Consulta Popular 2017 - Orçamento 2018, reuniu prefeitos, vice-prefeitos,  vereadores, secretários municipais, entre outros reperentantes dos 26 municípios que compõem a Associação dos Municípios das Missões.

Fotos vinculadas
Por Karin Schmidt
Fonte: Assessoria de Imprensa

terça-feira, 6 de junho de 2017

PREFEITOS DA AMM BUSCAM AUXILIO EM REUNIÃO DA FAMURS.

Prefeitos da AMM buscam auxílio para amenizar prejuízos causados pelas enxurradas
05 de Junho de 2017
Gestores missioneiros uniram forças com outros municípios gaúchos e juntos, cobrarão recursos do Estado e da União

Mais de 15 gestores da região das Missões estiveram presentes na tarde de segunda-feira (5/6) em Porto Alegre, na reunião de emergência promovida pela Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs), que contou com a participação de representantes de vários municípios do Estado, atingidos pelas chuvas. Para agilizar a liberação de recursos, ficou acertada pela Famurs uma audiência com o ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, na próxima terça-feira (13/6), às 16h, em Brasília, com a participação de prefeitos gaúchos.

Conforme levantamento da Associação dos Municípios das Missões (AMM), 6 das 26 cidades da região missioneira já decretaram situação de emergência: Porto Xavier, Pirapó, Roque Gonzales, São Borja, Santo Ângelo e Santo Antônio das Missões. Mas, também devem decretar, dependendo das condições climáticas dos próximos dias, outros municípios missioneiros que também estão bastante prejudicados pelas intempéries climáticas.

Danos irreparáveis
Um exemplo é Salvador das Missões, onde os prejuízos já chegam há quase 1 milhão de reais, de acordo com laudo da Emater e secretarias do município. Segundo o prefeito municipal, Daniel Gorski (PT), os setores mais afetados são as estradas, pontes e bueiros, que dificultam o transporte escolar e a retirada dos produtos das propriedades. Quanto às perdas, estão na produção de leite, milho safrinha, atraso no plantio de trigo, pastagem de inverno, gado de corte, culturas de subsistência e mandioca, pois o município detém a maior beneficiadora de mandioca do Estado.

Em Mato Queimado, o prefeito Orlando Thomas (PP) informou que a cada dia se agravam mais os problemas no município, em decorrência das chuvas que seguem frequentes. Em Santo Ângelo, que já decretou situação de emergência, o prefeito Jacques Barbosa (PDT) relatou que também está muito preocupado, pois têm em torno de 38 casas alagadas, 850 quilômetros de estradas no interior sem trafegabilidade, transporte escolar interrompido em algumas escolas, e perdas no escoamento da produção de leite. Prefeito de Porto Xavier, Vilmar Kaiser (PP) destacou que entre os danos no município estão as estradas intransitáveis, cancelamento do transporte escolar e travessia para a Argentina interrompida.

Burocracia constate 
Em sua manifestação na reunião da Famurs, o prefeito de São Borja, Eduardo Bonotto (PP), foi enfático: "Estamos cansados. Não viemos aqui para sair de mãos vazias. Já é o segundo decreto de situação de emergência que faço em dois meses", criticou Bonotto, se referindo a constante burocracia das esferas estadual e federal, na liberação de auxílio às cidades afetadas, além das dificuldades para homologar os decretos em questão.

Mobilização missioneira
Maior que as perdas e prejuízos na maioria dos municípios da AMM, é a mobilização dos prefeitos missioneiros em busca de soluções emergênciais do Estado e da União para atender as comunidades, que são as mais prejudicadas. "Não podemos deixar que esta pauta deliberada hoje na Famurs, caia no esquecimento. Vamos seguir unidos e cobrando dos governos federal e estadual", afirmou o prefeito de São Nicolau e diretor do Detur, Ricardo Klein.

Na avaliação do prefeito de Salvador das Missões, o encontro em Porto Alegre foi muito bom e com expressiva representação missioneira. "Estamos unidos e temos que parabenizar o presidente da AMM, pelo apoio e mobilização da nossa Associação nesta luta", evidenciou Daniel Gorski.

Presidente da AMM e prefeito de Entre-Ijuís, Brasil Antonio Sartoti assegurou que a Associação está trabalhando para ajudar os municípios missioneiros atingidos pelas enxurradas e enchentes. "Além do reforço da Famurs, encaminharemos documento da Associação ao ministro da Integração Nacional, solicitando agilidade na liberação de recursos à nossa região", garantiu Sartori, que fará o possível para estar presente na reunião em Brasília, na próxima semana.

Os prefeitos de Bossoroca, José Moacir Fabrício Dutra; Caibaté, Amauri Pires; Dezesseis de Novembro, Ademir Gonzato; Giruá, Rubem Weimer; Mato Queimado, Orlando Thomas; Porto Xavier, Vilma Kaiser; Pirapó, Auri Kohhann; Roque Gonzales, João Haas; Santo Antônio das Missões, Puranci Barcellos; Salvador das Missões, Daniel Gorski; São Borja, Eduardo Bonotto; São Nicolau, Ricardo Klein; São Luiz Gonzaga, Sidney Brondani; Sete de Setembro, Márcio Politowski; os vice-prefeitos de Santo Ângelo, Bruno Hesse, e de São Paulo das Missões, Elemar Dill; secretários municipais, entre outros, representaram a região das Missões na reunião da Famurs.

Ações da Famurs
Durante a audiência na Capital Federal, será entregue ao ministro uma carta com os pleitos dos municípios. Integram a lista de pedidos da entidade ao Governo Federal prioridade no pagamento das emendas parlamentares aos municípios em situação de emergência; a liberação de recursos do FGTS, do Bolsa Família e do cartão reforma; e a abertura de uma linha de crédito a juros de 4% ao ano. No âmbito estadual, a Famurs reivindica a homologação de decreto estadual de emergência, o pagamento dos atrasos na área da saúde, a transferência de recursos para a recuperação das estradas vicinais e a recuperação das rodovias estaduais danificadas pela chuva. "Ninguém saiu do seu município senão com a intenção de amenizar o sofrimento das pessoas que estão com dificuldades", ressaltou o futuro presidente da Federação e prefeito de Rio dos índios, Salmo Dias, durante a reunião de emergência, na capital gaúcha, quando participaram cerca de 200 prefeitos.

Estiveram presentes no evento o secretário de Transportes do RS, Pedro Westphalen, o secretário de Agricultura do RS, Ernani Polo, o secretário ajunto de Desenvolvimento Rural do RS, Iberê Orsi, o chefe da Defesa Civil do RS, Alexandre Martins, o representante do Ministério da Integração Nacional na Região Sul, Alexandre Kapper; o deputado federal Covatti Filho e a deputada estadual Zilá Breitenbach.

Site AMM

domingo, 4 de junho de 2017

EMPREENDEDORISMO EM ALTA.

Editorial do Presidente

Quatro em cada dez brasileiros com idade entre 18 e 64 anos escolhem o mundo dos negócios como fonte de renda. Conforme revela a nova pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2015, a taxa de empreendedorismo no País é de 39,3%, o maior índice dos últimos 14 anos e quase o dobro do registrado em 2002, quando a taxa era de 20,9%.
Este número nos faz perceber que o empreendedorismo tornou-se, principalmente no último ano, uma alternativa da população em meio à crise econômica pela qual atravessa o País. Neste sentido, é primordial seguir aperfeiçoando as políticas governamentais, o apoio financeiro - como adequação das linhas de crédito à realidade do empreendedor - , bem como ampliar os esforços na educação e capacitação destes empresários e futuros empreendedores.
Por outro lado, é notável que o empreendedorismo está no DNA do brasileiro, que prefere ter o próprio negócio do que fazer carreira numa empresa, por exemplo. Hoje, organizações de apoio como o SEBRAE, eventos de empreendedorismo, ações de políticas públicas, além de um ecossistema empreendedor com incubadoras e aceleradoras são fatores que favorecem o empreendedorismo em nossa sociedade.
A pesquisa GEM também revela que 56% daqueles que estão criando ou já abriram uma empresa identificaram uma oportunidade, número que sofreu uma queda em relação aos últimos anos. O aumento de incentivos como a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa influenciou o forte crescimento do empreendedorismo por oportunidade, que pode ter voltado a um patamar mais equilibrado quando comparado com o empreendedorismo por necessidade justamente em virtude da instabilidade pela qual passa o Brasil.
Em 2015, 44% dos envolvidos com a criação de um negócio o fizeram por necessidade, mas isso não significa, necessariamente, ausência de planejamento ou qualificação. Caso este empreendedor tenha se apressado, o SEBRAE/RS está aberto para orientá-lo nas mais diversas questões, dependendo de sua necessidade. Conhecer o mercado onde vai atuar, os clientes, os concorrentes e os fornecedores é fundamental em qualquer situação. Fazer um bom plano de negócio pode garantir o bom desempenho e o futuro da empresa.
Carlos Rivaci Sperotto 
Presidente do Conselho Deliberativo Estadual do SEBRAE/RS


sexta-feira, 2 de junho de 2017

AMM PREOCUPADA COM MUNICÍPIOS ATINGIDOS PELA CHUVA.

AMM prepara medidas para ajudar municípios missioneiros atingidos pelas fortes chuvas

AMM prepara medidas para ajudar municípios missioneiros atingidos pelas fortes chuvas
Presidente da AMM e secretário estadual de Transportes e Mobilidade

Na região das Missões, Noroeste do Rio Grande do Sul, vários municípios sofrem prejuízos por causa das chuvas intensas e temporais, que assolam o Estado desde a última semana. Roque Gonzales, São Borja, Santo Ângelo e São Miguel das Missões decretaram situação de emergência. Mas é grave os danos sofridos pela maioria dos 26 municípios da região, tanto na área rural quanto urbana. Muitos gestores tiveram que suspender o transporte escolar devido à situação precária das estradas, que estão com bueiros entupidos de terra e galhos. Além disso, são inúmeras as pessoas que precisaram deixar suas casas, invadidas pelas cheias. Outra questão é a redução drástica da produção, pois a água cobriu pastagens e milho safrinha em diversas localidades.

De acordo com o presidente da Associação dos Municípios das Missões, Brasil Antonio Sartori, de Entre-Ijuís, outro município bastante afetado com o excesso de águas, até a próxima sexta-feira (2/6) ele estará mantendo contato com os prefeitos da região, especialmente das cidades mais atingidas pelas cheias, e também com a Defesa Civil, para organizar as medidas que podem ser tomadas pela AMM, junto às autoridades estaduais. "Estou retornando hoje de Porto Alegre, onde estive cumprindo várias agendas. Entre elas, uma audiência com o secretário de Transportes e Mobilidade, Pedro Westphalen, para tratar dos municípios sem acesso asfáltico, Pirapó e Garruchos, que se encontram em condições ainda mais intrafegáveis, por causa das chuvas", explicou Sartori ao enfatizar: "vamos conversar com os prefeitos, buscarmos alternativas conjuntas e imediatas para amenizar os danos causados pelas chuvas, que afetam diretamente a comunidade missioneira", concluiu o dirigente da Associação dos Municípios das Missões.

Por Karin Schmidt
Fonte: Assessoria de Impeensa AMM

quinta-feira, 1 de junho de 2017

PARLAMENTO GAÚCHO HOMENAGEIA AMM PELOS 50 ANOS.

AMM é homenageada pelo Parlamento Gaúcho com a Medalha da 54ª Legisatura

AMM é homenageada pelo Parlamento Gaúcho com a Medalha da 54ª Legisatura
Brasil Antonio Sartori, Laureano Schoffen e Eduardo Loureiro

Mais um momento histórico marcou as comemorações alusivas ao aniversário de 50 anos da Associação dos Municípios das Missões (AMM), criada em 28 de maio de 1967. A entidade foi homenageada com a Medalha da 54ª Legislatura durante o Grande Expediente na Assembleia Legislativa, em Porto Alegre, na tarde de quarta-feira (31/5). O proponente da distinção foi o deputado Eduardo Loureiro (PDT), que por duas vezes presidiu a Associação. "Desde a sua fundação, a AMM é uma entidade associativa com profícuos serviços prestados na caminhada do municipalismo em defesa do ente federativo mais importante: o município. Onde de fato, a vida acontece", ressaltou Loureiro.

Da tribuna do Plenário 20 de Setembro, o parlamentar rememorou pleitos que vêm desde 1967, como a ponte internacional Porto Xavier/San Javier, acessos asfálticos, recuperação de rodovias, e demais áreas de atuação que integram as constantes reivindicações da AMM, em benefício do desenvolvimento local e regional. "É com base na peculiar formação que compõe a história da região das Missões, que a AMM moldou sua trajetória de lutas e conquistas, norteada pela capacidade de integração e articulação de todos os presidentes que conduziram a entidade, ao longo destes 50 anos de existência", destacou Eduardo Loureiro.

Casa do Povo
Idealizador e um dos fundadores da AMM, Laureano Alberto Schoffen foi um dos homenageados e fez questão de reiterar que desde os primórdios da Associação, a união dos municípios tem sido a marca da entidade. "Pelo que tenho conhecimento, esta é a primeira vez que a Associação recebe uma honraria do Parlamento Gaúcho. Trata-se de um reconhecimento muito importante da Assembleia Legislativa, a Casa do Povo, às atividades realizadas pela AMM", salientou Laureano, que aos 92 anos segue atuando na Secretaria Executiva. O reencontro de Laureano Schoffen com Porfírio Peixoto, depois de 40 anos, foi um os momentos marcantes do evento. Ambos integraram a primeira diretoria da AMM, em 1967, e relembraram fatos decisivos na história da Associação.

Vencendo desafios
Com mesma relevância, o atual e 40º presidente da Associação dos Municípios das Missões, Brasil Antonio Sartori (PP), de Entre-Ijuís, reforçou que um dos principais fatores que mantêm a AMM cada vez mais forte, é a união e mobilização dos prefeitos, vereadores, empresários, lideranças e comunidade missioneira. "Neste meio século de existência a AMM obteve significativas conquistas, graças a soma de esforços que vão ao encontro de ações que promovam o bem estar da população. Ainda temos muitos desafios pela frente, mas seguiremos trabalhando em conjunto por melhorias nos 26 municípios da região", assegurou Sartori, que ao lado de Laureano Shoffen, recebeu a medalha em nome dos 26 municípios da região.
O presidente da AMM e o deputado Eduardo Loureiro ressaltaram que no decorrer destes 50 anos, entre outras áreas de atuação, o turismo missioneiro teve expressivos avanços por meio do Departamento de Turismo (Detur), como o Caminho das Missões e a Ruta Jesuítica Internacional. De acordo com eles, com a retomada dos voos no aeroporto de Santo Ângelo, a partir de 3 de julho, a expectativa é de que aumente, consideravelmente o fluxo de turistas na região.

Também participaram do ato o vice-presidente da AMM e prefeito de Rolador, Paulo Peixoto (PMDB); a secretária da Associação e prefeita de São Paulo das Missões, Noeli Ruwer (PMDB); os prefeitos de Salvador das Missões, Daniel Gorski (PT); de Ubiretama, Ildo Leske (PDT) e de Snto Ângelo, Jacques Barbosa (PDT); os ex-presidentes da AMM, Fabiam Thomas (Giruá); Mário Nascimento (São Miguel das Missões), que na ocasião representou a Famurs; Ernani Sphor (Salvador das Missões); o ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Porfírio Peixoto, que integrou a primeira diretoria da AMM; o presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski; o presidente da Associação Gaúcha de Municípios (AGM), Carlos Cardinal, entre outros.

Em apartes, manifestaram-se os deputados Ciro Simoni (PDT); Jeferson Fernandes (PT); Zilá Breitembach (PSDB); Edson Brum (PMDB); Frederico Antunes (PP); Aloísio Classmann (PTB); Juliano Roso (PC do B); Edegar Pretto (PT); Missionário Volnei (PR), e deputado Bombeiro Bianchini (PPL).

Site AMM

SECRETÁRIO DA SEGURANÇA DO RS ESTARÁ NAS MISSÕES.

A  pedido da AMM, secretário de Segurança Pública do RS estará nas Missões
31 de Maio de 2017
A pedido da AMM, secretário de Segurança Pública do RS estará nas Missões
Presidente da AMM, Brasil Antonio Sartori, com o secretário de Segurança Pública do RS, Cezar Schirmer

Nos 26 municípios da região, a defasagem é de mais de 200 vagas de policiais militares
Preocupados com a segurança da população missioneira, prefeitos da Associação dos Municípios das Missões (AMM) estiveram reunidos com o governador do Estado, José Ivo Sartori, com o secretário de Segurança Pública, Cezar Schirmer, e com o comandante da Brigada Militar, coronel Andreis Dal'Lago. As reuniões foram realizadas na terça e quarta-feira (30 e 31/5), em Porto Alegre.

Conforme formalizado em documento entregue pela AMM às autoridades estaduais, o presidente da Associação, Brasil Antonio Sartori, explicou que o pleito se deve às evasões policiais, seja por aposentadoria ou remoção, que deixou a região das Missões desprotegida. "A situação encontra-se caótica a ponto de que, atualmente, têm mais de 200 vagas de policiais militares nos municípios missioneiros", evidenciou Sartori. Ele acrescentou ainda que "além dos riscos eminentes, esta condição é vexatória, pois muitos postos policiais e delegacias estão fechados, inclusive sofrendo ações de vândalos e meliantes".

Intervenção do Estado
Na terça-feira a noite, no Palácio Piratini, o presidente da AMM pediu a intervenção do governador junto ao comandante da Brigada Militar. Brasil Antonio Sartori, que é prefeito de Entre-Ijuís, ressaltou que "como está em fase de conclusão um curso de formação de PMs, dentre os quais muitos são da região das Missões, reivindicamos com veemência que imediatamente após a conclusão deste curso, sejam designados policiais militares para prestar serviços nos 26 municípios missioneiros".

Boas perspectivas
Na audiência com o coronel Andreis Dal'Lago, na quarta-feira pela manhã, quando também estiveram presentes o vice-presidente da AMM, Paulo Peixoto, e o prefeito de Ubiretama, Ildo Leske, a comitiva foi informada pelo comandante da BM de que até o próximo mês de julho cada município da região das Missões, assim como em todo Estado, terão no mínimo três brigadianos. E a partir de janeiro, serão no mínimo cinco por município gaúcho. "Foi uma reunião muito positiva. Com certeza o brigadiano estando na sua região será bem melhor, pois ele já é conhecedor da comunidade em que vai atuar", salientou Paulo Peixoto, que é prefeito de Rolador.

Prefeito de Ubiretama, Ildo leske compartilha da mesma opinião e reiterou ser de grande valia a presença da Brigada Militar em todos os municípios missioneiros. "Na reunião com o comandante também solicitei um carro novo para Brigada Militar de nosso município, que está precisando com urgência de um  veículo em boas condições para melhor atender a população. E tivemos uma boa receptividade por parte do coronel Dal'Lago, que ficou de nos dar retorno", contou Leske.

No final da tarde de quarta-feira (31), o dirigente da AMM esteve com o secretário estadual de Segurança, Cezar Schirmer, solicitando em nome de todos os gestores municipais missioneiros, que o secretário vá até a região das Missões para conhecer pessoalmente as necessidades da área de segurança. Schirmer atendeu o pedido da AMM e garantiu que, no máximo em sessenta dias, estará nas Missões para conversar com os prefeitos sobre os sérios problemas de segurança, que afetam a população dos 26 municípios missioneiros.

Site AMM

quarta-feira, 31 de maio de 2017

TEMPO CONTINUA CHUVOSO EM TODA A REGIÃO.


Em Cerro Largo a instabilidade continua.
Ontem tivemos um volume alto de chuva(mais de 100 mm),
 que ocasionaram  o transbordamento do arroio Clarimundo e
Encantado provocando alagamentos na  cidade.
No Interior do município a situação também preocupa pelo estado
das estradas e acessos dificultando o transporte escolar, 
escoamento da safra, recolhimento de leite e outros.
Na região a Defesa Civil está em alerta total, com relação aos
Rios Ijui e Uruguai, além dos riachos  afluentes .
Em São Nicolau e Pirapó estão suspensas as aulas pois o
 transporte escolar não pode ser realizado devido ao transbordamento
e alagamentos em várias áreas destes municípios.
O Rio Ijui está com volume de água alto e deve superar o registrado em 1992.
O Rio Uruguai também poderá registrar a sua maior enchente do século.
Diversas travessias por balsas na região estão suspensas.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

50 ANOS DA AMM -REMEMORADAS MUITAS CONQUISTAS.

Histórias de união, lutas e conquistas foram rememoradas por ex-presidentes da AMM
28 de Maio de 2017
Histórias de união, lutas e conquistas foram rememoradas por ex-presidentes da AMM
Ex-Presidentes da AMM com o atual presidente, Brasil Antonio Sartori

50 anos se passaram desde a criação da Associação dos Municípios das Missões (AMM), em 28 de maio de 1967. Mas o respeito, a união, o diálogo e articulação política continuam sendo a marca desta entidade, que está completando meio século de existência. Para comemorar esta data especial, diversas atividades serão realizadas no decorrer de 2017. A primeira delas, ocorreu na noite de sexta-feira (26) com jantar festivo que reuniu ex-dirigentes da entidade e outros convidados, na Casa Polonesa no pavilhão da Polfest, em Guarani das Missões.

"É uma bênção de Deus e uma honra ter sido indicado pelos colegas prefeitos para presidir a nossa AMM, justamente no ano de seu cinquentenário", exaltou Brasil Antonio Sartori, agradecendo o trabalho e a presença dos ex-presidentes da entidade, com destaque a um dos idealizadores e fundadores Associação, Laureano Alberto Schoffen.

De igual forma, o prefeito anfitrião, Jeronimo Jaskulski, evidenciou a importância da Associação dos Municípios das Missões e de todos que, de alguma forma, contribuíram para que ela se tornasse cada vez mais forte. "Hoje estamos vivendo um momento histórico para Guarani das Missões, a Capital Polonesa dos Gaúchos,  e para a região missioneira", ressaltou Jaskulski.

Audiência com o presidente da República
Representando os prefeitos que atuaram no comando da entidade, se pronunciou Walter Pryczynski, ex-chefe do Executivo de Guarani das Missões, que presidiu a AMM na década de 70. Ele rememorou fatos marcantes sobre as lutas e conquistas missioneiras, que só foram possíveis graças a legitimidade e articulação da Associação, como o asfaltamento da BR 392. "Fizemos o projeto e conseguimos agendar em Brasília uma audiência de dez minutos com o então presidente da República, Emílio Garrastazu Médici.

Mas, impressionado com a mobilização da nossa região, o presidente ficou conosco por quase uma hora e determinou ao seu ministro dos Transportes, Mário Andreazza, que estava presente, para que a estrada começasse por onde iria terminar: em Porto Xavier, já que outras regiões não demonstraram o mesmo interesse que as lideranças missioneiras", contou com orgulho, Walter Pryczynski ao enfatizar que "o trabalho realizado desde a sua fundação até os dias atuais, faz da Associação dos Municípios das Missões uma das mais importantes de todo o estado do RS".Deputado estadual, Eduardo Loureiro, que por duas vezes presidiu a AMM, fez questão de reiterar que a Associação é uma entidade de natureza política, que foi conduzida também por vereadores, e tem cumprido papel fundamental para o desenvolvimento regional, em todas as frentes de atuação, inclusive na expansão do turismo. "Histórias de conquistas, avanços e investimentos acontecem a partir da união de forças; e esta sempre foi a marca da Associação dos Municípios das Missões", reafirmou o parlamentar.

Fundador e idealizador da AMM
Loureiro, que preside a Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa, parabenizou a atuação de todos os ex-dirigentes, mas também de um dos idealizadores e fundadores da AMM, que aos 92 anos, segue trabalhando na Secretaria Executiva. "É uma honra e um privilégio ter entre nós o Laureano Schoffen, que escreveu e assinou a ata de fundação da Associação, no ano de 1967", salientou Eduardo Loureiro, que na próxima quarta-feira (31), às 14 horas, em Porto Alegre, estará homenageando a AMM pela comemoração dos 50 anos da entidade, com um Grande Expediente na Assembleia Legislativa.

AMM e ALM
Brasil Antonio Sartori, presidente da AMM até março de 2018, destacou que a Associação dos Municípios das Missões vai atuar em conjunto com a Associação do Legislativo das Missões (ALM), na viabilização das pautas regionais prioritárias. "Faremos um trabalho unificado entre os dois poderes, Legislativo e Executivo, em benefício das reivindicações da comunidade missioneira", garantiu Sartori. O mesmo compromisso foi firmado pelo presidente da ALM, vereador Bio Milczarek. "Vamos unir a associação dos prefeitos com a associações dos vereadores, em defesa das reivindicações missioneiras. Parabéns aos pioneiros da AMM e a todos que trabalharam para hoje estarmos aqui, comemorando 50 anos de fundação desta entidade", felicitou o dirigente do Legislativo das Missões.

Brasil e Argentina
Secretário de Governo de San Javier/Argentina, Cristian Nunez, que representou o intendente, Enio Lemes, parabenizou a AMM por seu cinquentenário. Ele enfatizou que o trabalho que vem sendo feito pela Associação dos Municípios das Missões, há mais de 40 anos, pela construção da ponte internacional Porto Xavier/San Javier, tem ganhado força a cada dia. "Estamos juntos com a região das Missões nesta luta pela ponte", assegurou Nunez. Com esta mesma convicção, Brasil Sartori ratificou que "a Associação vai permanecer coesa nesta e em todas as outras lutas, que promovam o progresso do 26 municípios e da região missioneira".

Homenagem especial 
Entre outros convidados, prestigiaram o jantar festivo alusivo aos 50 anos da AMM, prefeitos, vice-prefeitos, primeiras-damas, soberanas da Polfest, vereadores, imprensa, e os seguintes ex-presidentes da entidade, que foram os homenageados da noite: Walter Pryczynski - Guarani das Missões (22/01/72 a 10/03/73); Roque Reinaldo Nedel - Cerro Largo (27/03/81 a 19/03/82); Casemiro Warpechowski - Guarani das Missões (19/03/82 a 01/03/83); Antonio Gonsiorkiewicz - Guarani das Missões (27/03/86 a 20/03/87); Adair José Trott - Cerro Largo (18/03/94 a 17/03/95 e 01/05/05 a 04/03/06); Mário Ribas Do Nascimento - São Miguel das Missões (17/01/97 a 20/03/98 e 18/01/01 a 15/03/02); José Lima Gonçalves - Santo Ângelo (16/03/02 a 21/03/03); Eduardo Debacco Loureiro - Santo Ângelo (05/03/ 06 a 16/03/07 e 20/03/10 a 18/03/11); Pedro Raimundo Birk - São Pedro do Butiá (17/03/07 a 28/03/08); Nelson Hentz - Mato Queimado (29/03/08 a 23/01/09); Vilmar Kaiser - Porto Xavier (24/01/09 a 19/03/10); Orcelei Dalla Barba - Mato Queimado (19/03/11 a 15/03/12); Junaro Rambo Figueiredo - São Luiz Gonzaga (22/03/14 a 20/03/15); Angelo Fabiam Duarte Thomas - Giruá (20/03/15 a 23/03/16).

No final do evento, os participantes cantaram parabéns, em português e polonês, em comemoração ao aniversário de 50 anos da AMM. Também foi apresentada a placa que será fixada na sede da Associação dos Municípios das Missões, com o nome da atual diretoria e demais prefeitos que congregam as 26 cidades da região.

VEJA TODAS AS FOTOS NA PÁGINA DA AMM NO FACEBOOK

sexta-feira, 26 de maio de 2017

UFFS E O CORTE DE VERBAS,

A atual crise economica do Brasil atingiu em cheio
a UFFS-Universidade Federal da Fronteira Sul.
O Campus de Cerro Largo enfrenta muitas dificuldades 
para sua operação e atendimento ao meio Estudantil.
Sem verbas, diversos serviços perderam a sua continuidade.
O corte dos terceirizados da limpeza, economia de gastos
em todos os setores vem preocupando o diretor geral do
Campus Ivan Lago.
"A meta de economia de toda a UFFS ainda não foi
atingida e está cada vez mais difícil achar o que cortar
sem afetar o bom funcionamento do Campus."

quarta-feira, 24 de maio de 2017

AMM COMPLETA 50 ANOS DIA 28 DE MAIO.

MEIO SÉCULO DE CRIAÇÃO DA AMM SERÁ MARCADO POR HOMENAGENS ESPECIAIS
23 de Maio de 2017
MEIO SÉCULO DE CRIAÇÃO DA AMM SERÁ MARCADO POR HOMENAGENS ESPECIAIS
José Otto Theobald, 1º presidente da AMM

Jantar festivo com ex-presidentes, Medalha da 54ª Legislatura da Assembleia Legislativa e livro sobre os 50 anos da entidade, integram as comemorações

28 de maio de 1967. Esta é uma data muito especial no calendário de todos os missioneiros e dos 26 municípios que congregam a Associação dos Municípios das Missões (AMM). Nesse dia, há 50 anos, nas dependências da Campanha Nacional de Escolas da Comunidade (CNEC), em Cerro Largo, em uma cerimônia histórica, mas simples e repleta de emoção, era oficialmente criada a AMM com a missão de formular nas suas grandes linhas, as diretrizes do movimento municipalista regional.

Exatamente assim está escrito na ata de número 1, feita a punho pelo então vereador de Cerro Largo, Laureano Alberto Schoffenn, que continua atuando, aos 92 anos de idade, como secretário Executivo da Associação. A iniciativa foi da Câmara Municipal, na época presidida pelo vereador Renê Schwengber, que conduziu os trabalhos na primeira assembleia geral da Associação. “Quando uma reivindicação é feita em grupo tem mais força perante o Estado e a União, do que os municípios lutarem individualmente por seus pleitos. Esta foi a principal motivação para a criação da AMM”, contou Laureano Alberto Shoffen, um dos idealizadores da Associação dos Municípios das Missões.

Na próxima sexta-feira (26) terão início as atividades alusivas ao cinquentenário da entidade, que está cada vez mais forte e atuante. Rememorando meio século de história, as comemorações começam com jantar festivo a partir das 20 horas, dentro da programação da 14ª Polfest, em Guarani das Missões, com a presença de ex-dirigentes da AMM. Antes, às 14 horas, no Salão Paroquial do município, acontece a assembleia mensal da Associação.

Homenagem do Parlamento Gaúcho
Na quarta-feira (31), às 14 horas, em Porto Alegre, a Associação estará sendo homenageada com a Medalha da 54ª Legislatura da Assembleia Legislativa. A proposição é do presidente da Comissão de Assuntos Municipais da AL, deputado Eduardo Loureiro, e quem receberá a honraria em nome da Associação será o atual presidente, Brasil Antonio Sartori, de Entre-Ijuís, que estará acompanhado do colegiado de prefeitos missioneiros.

Meio século de orgulho
Neste meio século de existência (1967 a 2017) 40 prefeitos se revezaram na direção da Associação. E todos podem se orgulhar do trabalho realizado, pois suas atuações foram determinantes para que a AMM seja hoje reconhecida com uma das mais fortes e mobilizadas Associações de Municípios do Estado do Rio Grande do Sul. O primeiro presidente foi o então prefeito de Cerro Largo, José Otto Theobald (in memorian).

O atual presidente da Associação, Brasil Antonio Sartori, se diz gratificado com a oportunidade de coordenar as festividades cinquentenárias. “Minha cidade, Entre-Ijuis, sempre aderiu aos movimentos e batalhas levantadas pela AMM em defesa da região e do guerreiro povo missioneiro. Por isto, agora, com muita honra me integro, junto com todos os meus colegas prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, das homenagens pelo recohecido e valoroso trabalho desta entidade, que tanto nos orgulha”, evidenciou Sartori.

50 Anos de História
Entre outras programações que estarão acontecendo no decorrer deste ano, está o encerramento com chave de ouro: o lançamento do livro AMM – 50 Anos de História, em um grande evento na sede da Associação, no mês de dezembro, em Cerro Largo. A obra vai relatar as negociações políticas dos dirigentes e  prefeitos que, unidos em torno da AMM, definiram estratégias fundamentais para alavancar o desenvolvimento da região, além de histórias pitorescas dos 26 municípios. A proposta do livro é reunir fatos importantes e fazer com os ideais sonhados por todos que já passaram pela Associação, permaneça no coração e na força dos missioneiros.

Objetivos da AMM
Na ata de criação da Associação dos Municípios das Missões, os fundadores fizeram questão de deixar registrado os sete grandes objetivos da entidade que, mesmo após 50 anos de atuação, continuam bastante atuais. São eles:
1-Formular nas suas grandes linhas as diretrizes do movimento municipalista regional, defendendo iniciativas que visem a descentralização administrativa, econômica e social, de modo a dotar os municípios de recursos financeiros;
2-Promover estudos que deverão ser encaminhados aos poderes competentes das altas esferas da administração estadual e federal;
3-Pleitear e adotar medidas úteis aos interesses das prefeituras e câmaras municipais, constituindo-se defensora e cooperadora ativa e vigilante de quanto possa concorrer para o desenvolvimento e progresso da região;
4-Acompanhar a atuação dos deputados estaduais e federais, eleitos pela região, e subsidiá-los nas suas tarefas que dizem respeito à região da Associação;
5-Representar os municípios membros da AMM, nas reivindicações dos problemas sócio-econômicos regionais;
6-Orientar as bancadas pluripartidárias nas câmaras de vereadores, no sentido de conseguir pronta solução para os problemas regionais;
7-Dar assistência jurídica e administrativa aos municípios integrantes da AMM.

Gargalos da AMM
Desde os primórdios da Associação dos Municípios das Missões, muitas demandas só saíram do papel graças à atuação coesa dos prefeitos, e à força política da AMM junto aos governos federal e estadual. Entre as constantes lutas está a melhorias na infraestrutura logística. Dos cinco municípios sem acesso asfáltico, estão em andamento os serviços na entrada de Eugênio de Castro, Rolador e Ubiretama. Garruchos e Pirapó, assim como a recuperação de rodovias da região, seguem entre os maiores gargalos da Associação.

A reativação do Aeroporto regional de Santo Ângelo, cujos vôos serão retomados em julho deste ano, muito se deve a articulação e forte pressão dos dirigentes da AMM e do colegiado de prefeitos. Assim como segue firme a atuação pela viabilização da ponte internacional Porto Xavier/San Javier, que conforme declarado mais de uma vez pelo Ministério dos Transportes e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), técnica e economicamente, estas duas localidades são as mais viáveis para receber o empreendimento.

Outras relevantes conquistas foram obtidas, em diferentes áreas, como o fortalecimento do turismo missioneiro, com a Ruta Jesuítica Internacional, envolvendo o turismo integrado entre Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia. “Continuaremos unidos e trabalhando em defesa das pautas que promovam o crescimento dos 26 municípios e da região das Missões, sempre contando com o apoio e a confiança da comunidade missioneira”, afirmou Brasil Antonio Sartori, que preside a Associação dos Municípios das Missões até março de 2018.

Site AMM

PREFEITOS DA AMM ACOMPANHAM MOMENTOS DECISIVOS NA POLITICA BRASILEIRA.

Em Brasília, prefeitos da AMM acompanharam momento decisivo na política brasileira
19 de Maio de 2017
Gestores missioneiros participaram da Marcha 2017, que resultou em expressivos avanços para o municipalismo
A XX Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, organizada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), que ocorreu entre os dias 15 a 18 deste mês, foi considerada histórica para o municipalismo. Isso se deve tanto pela intensidade dos assuntos discutidos e conquistas obtidas, quanto pela presença massiva de prefeitos de todo o Brasil, em um momento relevante na vida política do país, a partir da denúncia dos dirigentes da empresa JBS, que envolvem diretamente o presidente Michel Temer e outros políticos. Os gestores municipais missioneiros retornam à suas cidades trazendo informações importantíssimas sobre o que vivenciaram, os impactos nos rumos da política nacional e na vida dos brasileiros.
Representando o dirigente da Associação dos Municípios das Missões (AMM), Brasil Antonio Sartori (PP), o prefeito de Rolador e vice-presidente da entidade, Paulo Peixoto (PMDB), que liderou a comitiva missioneira integrada por prefeitos, vice-prefeitos, secretários municipais e vereadores, fez uma avaliação positiva da Marcha. “O governo federal esteve na abertura da Marcha e assinou o parcelamento em até 200 meses da dívida da previdência. Para os pequenos municípios, que têm fundo próprio, pode não ser tão importante, mas para as grandes cidades foi de grande valia”, evidenciou Peixoto, que lamentou a crise política deflagrada. “infelizmente aconteceu este escândalo com o presidente Michel Temer e outros políticos da República. É melhor para o futuro do país que tudo seja esclarecido rapidamente. Precisamos de políticos sérios e que nosso Brasil ande a passos largos, pois têm recursos para todos”.
CONFIANÇA NO BRASIL
O chefe do Executivo de Rolador disse ainda que está na hora de dar um basta na corrupção que vem se arrastando há vários governos, e, se for para melhorar, que se passe uma borracha, comece de novo e se eleja novos representantes, que não estejam comprometidos neste tipo de escândalo. “Com certeza acreditamos no Brasil e vamos continuar trabalhando para melhorar nosso país, nossos municípios e nossa região missioneira”, afirmou Peixoto.
Também o prefeito de Bossoroca, José Moacir Fabrício Dutra (PP), elogiou os avanços municipalistas obtidos na XX Marcha e comentou sobre o atual cenário político. “Participamos com muita atenção durante os quatro dias do evento. As conquistas que estamos conseguindo agora ficarão para outras administrações, pois não são dos prefeitos e sim dos municípios. O apoio da CNM com relação ao Imposto Sobre Serviço (ISS), o parcelamento da dívida previdenciária, que vai desafogar as administrações municipais neste momento de dificuldade, entre outras expressivas lutas defendidas pela Confederação, têm sido fundamentais”, enfatizou o prefeito de Bossoroca.
ALTO GRAU DE CRIMINALIDADE
Dutra acrescentou que não tem outro termo que melhor defina o caos político que se instalou no país do que denúncia de alto grau de criminalidade. “Isso nos preocupa muito como cidadão brasileiro e como político. Porém, não podemos de forma alguma perder a esperança. Nós, prefeitos, juntamente com os vereadores, temos que ajudar a construir este país". Na sua análise, é essencial a proposta do presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, de trazer os vereadores para a concretização de um município mais forte, pois a vitória do municipalismo é a vitória do cidadão. “Mesmo com toda esta crise e envolvimento de autoridades em diversos escalões do poder, ainda assim, precisamos ter esperança neste país. É preciso lembrar: se sairmos fora da Constituição estaremos atropelando a nossa democracia. Por isso temos que fazer com que, de forma democrática, nosso país entre nos eixos. Mas não podemos mais atravessar o Brasil para abraçar gente que está indo pra cadeia”, contestou o prefeito de Bossoroca.
FÓRUM NACIONAL DE DEBATES
Na opinião do prefeito de Roque Gonzales, João Haas (PP), a Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios tem sido um grande fórum de debates entre prefeitos, vereadores e todos os poderes constituídos da Nação, na busca de soluções, especialmente para os pequenos municípios. “É muito positivo que o alto escalão do governo está saindo dos gabinetes e vindo discutir conosco. Estamos esperançosos, principalmente quanto a projetos engavetados há anos, como os Royalties do Petróleo, uma distribuição justa que os municípios aguardam por muitos anos; votação do veto do ISS, em que muito dinheiro fica centralizado em Barueri/SP, pois temos várias instituições bancárias, o cartão de crédito que é muito utilizado, e o ISS disso não retorna para o município porque fica em torno de Barueri, na Grande São Paulo”, explicou Haas.
DIVISOR DE ÁGUAS
Quanto a crise provocada pelas denúncias contra Temer, o prefeito roque-gonzalense define como um divisor de águas na política. “Para a democracia isso é muito importante. Serve para acordarmos e trazermos a sociedade para esta discussão. Precisamos passar a política a limpo e a justiça está fazendo o seu papel. Mas não podemos rasgar a Constituição. Temos que seguir suas normas e continuar trabalhando pelo nosso município, que é onde as coisas realmente acontecem”, explicou ele.
DEMOCRACIA ABALADA
Pela primeira vez participando da Marcha, o prefeito de Salvador das Missões, Daniel Gorski (PT) também fez a sua análise. “Para mim foi motivo de imensa alegria estar presente na 20ª edição deste evento municipalista. Os temas tratados contribuem muito para administramos melhor nossos municípios, além de possibilitar a troca de experiências com colegas de outros estados. Mas o prefeito missioneiro fez uma ressalva: “o presidente Ziulkoski colocou que a CNM estaria apoiando da mudança previdenciária. Neste sentido, os prefeitos gaúchos do nosso partido se reuniram na capital federal e formalizaram documento manifestando que somos contra a reforma da previdência”, relatou Gorski ao contextualizar: “nós, pequenos municípios como Salvador das Missões, não imediatamente, mas com o passar dos anos perdemos muito. Um exemplo é a entrada de recursos das aposentadorias e das pensões, tanto rurais como urbanas, que quase se equivalem a arrecadação do município”.
Quanto aos acontecimentos envolvendo o presidente Temer e outros políticos, o prefeito de Salvador das Missões disse que a democracia se abala cada vez mais. “Está na hora de dar um basta. Nós temos que provocar toda a população para um movimento de eleições diretas; escolhermos um presidente legítimo, começarmos a recuperar a economia brasileira e a confiança no Brasil”, conclamou Gorski.
EPIDEMIA POLÍTICA
O prefeito de Sete de Setembro, Marcio Politowski (PT), contou que esta é a sua primeira Marcha a Brasília e que estranhou muito a mudança de postura da CNM que, na sua avaliação, toma algumas decisões sem consultar os gestores municipais, como foi o caso da Reforma da Previdência. Segundo ele, a maioria dos municípios é contra esta Reforma, mas a Confederação se posicionou a favor. “Esta atitude nos pegou de surpresa. Por isso tivemos uma reunião com prefeitos do nosso partido, de onde se tirou a resolução em protesto a esta postura, pois a maioria dos municípios se envolveram, fizeram atos em protesto pela reforma, e hoje estamos saindo desta Marcha como se fossemos a favor, o que não é verdade.”
Sobre a crise política que vivenciou em Brasília, Politowski disse que a melhor opção são as eleições diretas. “Por incrível que pareça será o terceiro presidente que vai assumir em tão pouco tempo. O Brasil está carente de políticos sérios. É uma verdadeira epidemia política que está acontecendo em Brasília. Apesar de sabermos que isso viria à tona, fomos surpreendidos com esta notícia”, reconheceu o prefeito.
NOVOS PROGRAMAS
O prefeito de Ubiretama, Ildo Leske (PDT), lembrou que a Marcha sempre foi necessária, especialmente para repassar informações esclarecedoras aos municípios, evolvendo todos os setores. Ele exemplificou os mais de 30 programas disponibilizados pelo governo federal. “É muito importante o governo ter vindo até aqui, mas falta entendimento na área da justiça e promotoria. Todos gostaríamos de aderir, mas quem garante a manutenção dos programas, pois eles mudam com as trocas de governos. Depois de instalado não tem como reduzir e o governo, muitas vezes, deixa de apoiar, ficando a responsabilidade só com o município”, indagou Leske.
MAIS INVESTIMENTOS
Amauri Pires (PP), prefeito de Caibaté, reiterou que grande número de participantes de todo o país demonstrou a união e a força do municipalismo. Ele evidenciou o fato de que os ministros que participaram do evento, além do próprio presidente Michel Temer, falaram sobre novos programas permitindo uma melhor perspectiva no planejamento das ações. “Parece que tem uma luz no fundo do túnel. Inclusive o pacto federativo parece estar bem encaminhado; a melhor repartição do bolo tributário, em que os municípios ficam com a menor fatia, representará mais investimentos em nossas cidades”, frisou.
NA HORA DO VOTO
Auri Kochhann (PMDB), que é prefeito de Pirapó, disse que foi bastante proveitosa a participação na Marcha, mas demonstrou algumas preocupações como a permanência dos recursos federais. “Somente com o dinheiro que temos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) não está fácil fazer investimentos. “Temos que pressionar nossos deputados, pois em época de campanha política vão até nossos municípios pedir voto. Mas depois que estão em Brasília, as coisas mudam. Aliás, muito poucos deputados estiveram nesta Marcha dialogando conosco. Mas daqui a alguns dias, certmente estarão nos visitando e pedindo votos”, reclamou ele.
MOBILIZAÇÃO MUNICIPALISTA
O prefeito de Dezesseis de Novembro, Ademir Gonzato (PP), disse que a mobilização da Marcha mostra as dificuldades que os prefeitos estão enfrentando. “Os municípios precisam dos recursos a que tem direito. Todos falam e sabem que é nos municípios que as coisas acontecem. No entanto, para lá vão poucas verbas. Mas saio daqui otimista, pois conforme pronunciamentos das autoridades federais, a maioria se mostrou favorável aos pleitos municipalistas. É sempre imprescindível e um grande aprendizado participar da Marcha”, animou-se Gonzato.
POSTURA DA AMM
O prefeito de Garruchos, João Carlos Scotto (PP), disse que de todas as Marchas que já participou esta foi a melhor e mais significativa. “Pela primeira vez estão acontecendo algumas modificações, ao menos na forma de lidar com os assuntos das mudanças, das reformas em favor dos pequenos municípios. Nossas questões prioritárias estão sendo tratadas de forma diferente. Mesmo que a situação do país e das prefeituras não seja a mesma, minha avaliação da Marcha é muito positiva”.
Scotto fez questão de agradecer o amparo do presidente da Associação dos Municípios das Missões e prefeito de Entre-Ijuís, Brasil Antonio Sartori, “Me sinto muito bem representado pela AMM. A postura do presidente Brasil Antonio Sartori está sendo muito coerente com o que ele se propôs a fazer, desde que assumiu o comando da AMM.
MARCHANDO ATÉ O CONGRESSO
O prefeito de Porto Xavier, Vilmar Kaiser (PP), considerou relevante que neste ano o governo federal e comitivas, foram até a Marcha. “Diferente de outras edições do evento, em que tínhamos que ir marchando até o Congresso Nacional, desta vez as autoridades vieram até o local onde os prefeitos estavam reunidos, e em todas as falas ficou claro que querem ajudar os municípios. Para mim esta foi uma das Marchas mais positivas que já participei”, concluiu Kaiser.
BOAS PERSPECTIVAS
O prefeito de Eugênio de Castro, Jaime Zweigle (PP), disse que a CNM está fazendo um bom trabalho no apoio às prefeituras na parte de emendas parlamentares pra facilitar mais, pois atualmente a burocracia é grande e às vezes se acaba perdendo recursos por falta de amparo legal. A partir das promessas dos ministros, senadores e outros convidados, Orlando Thomas (PP), prefeito de Mato Queimado, espera mudanças positivas quanto a viabilização de recursos para os municípios, em novas áreas de atuação. “Sabemos que saúde e educação podem melhorar, mas estão bem. Precisamos de melhorias e mudanças também na área de infraestrutura, onde temos grande déficit”, afirmou ao enfatizar: “foi de suma importância participarmos da XX Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios”.
MULHERES MUNICIPALISTAS
Um dos momentos culminantes da Marcha foi a criação do Movimento Mulheres Municipalistas. Idealizado pela primeira-dama da CNM, Tânia Ziulkoski, e tendo como signatária uma das fundadoras da entidade, Dalva Cristofoletti. A cerimônia teve a participação de representantes de organismos internacionais e de mulheres líderes na política brasileira.
CARTA DA XX MARCHA
As conquistas da XX Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que iniciou na segunda-feira (15/05), foram apresentadas na solenidade de encerramento, na quinta-feira (18/05), com a leitura da Carta da Marcha. Um dos destaques foi a Assinatura da medida provisória que possibilita o parcelamento da dívida previdência dos entes locais em 200 meses, com 80% de desconto nos juros e 25% na mora e na correção monetária. “Mais de R$ 30 bilhões, de uma dívida de R$ 76 bilhões, serão abatidos por meio desta medida”, ressaltou o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski.
Comprometimento de parlamentares a favor da derrubada do veto ao Imposto sobre Serviços (ISS), medida esta que pode auxiliar na redistribuição de mais de R$ 6 bilhões aos municípios brasileiros, entre outros relevantes avanços resultantes desta edição do evento, estão relatados na Carta da XX Marcha.
 Site AMM

terça-feira, 23 de maio de 2017

AMM E REGIÃO DAS MISSÕES NA ASSEMBLÉIA DOS 30 POVOS JESUÍTICO-GUARANI.

AMM e região das Missões representadas na Assembleia dos 30 Povos Jesuítico-Guarani
23 de Maio de 2017
Entre as tratativas da participação da região, está a realização de um evento em São Miguel das Missões com a governança dos 30 Povos

Dando seguimento às ações integradas da Ruta Jesuítica Internacional, entre os dias 19 e 20 deste mês, em San Ignacio Guazú, Província de Misiones no Paraguai, uma comitiva missioneira, coordenada pelo diretor do Departamento de Turismo (Detur) da Funmissões e prefeito de São Nicolau, Ricardo Klein, participou da Assembleia dos 30 Povos Jesuítico-Guarani, que aconteceu na Universidad Católica Nuestra Señora de la Assuncion.

O evento tem o objetivo de discutir e aprofundar os conhecimentos das raízes históricas e culturais dos religiosos jesuítas e dos índios Guaranis.Os 30 Povos estão distribuídos em 7 do lado do Brasil, 15 da Argentina e 8 Povos do Paraguai.

Em sua 9ª edição, a assembleia teve como tema os 250 años de la Expulsion de la Compañia de Jesus de la Provincia de Paracuaria, e reuniu representantes do Brasil, Argentina e Paraguai. Da região das Missões/Rio Grande do Sul/Brasil, companharam o diretor do Detur, o secretário Executivo do Departamento de Turismo, Marcos Mattos, o secretário de Turismo de Santo Ângelo, Osvaldir Ribeiro, e os representantes do Caminho das Missões, Marta Benatti, José Roberto de Oliveira e Romaldo Melher.

Ruta Jesuítica Internacional
Conforme explanou o prefeito Ricardo Klein, que representou o presidente da Associação dos Municípios das Missões (AMM), Brasil Antonio Sartori, "foi de suma importância a participação da comitiva da região missioneira em razão da troca de experiências, informações relevantes e para colocar em prática as atividades conjuntas, que vêm sendo desenvolvidas para viabilizar a Ruta Jesuítica Internacional". Klein reiterou o valor da internacionalização do Caminho das Missões, que será lançado oficialmente em setembro deste ano, em San Ignácio Guazú, primeiro dos 30 Povos, e em Santo Ângelo, o último a ser criado.
O diretor do Detur acrescentou que foi tratado com os secretários de Integração e Turismo da Província de Itapúa, Marcos Leguizmen e Emílio Falcon, a realização de um evento em São Miguel das Missões, ainda em 2017, com a governança dos 30 Povos, para fortalecer a Ruta Jesuítica Internacional.

Civilização Jesuítico-Guarani
Segundo o ministro de Cultura do Paraguai, Fernando Griffith, um dos palestrantes, são mais de 400 anos de história desde a chegada da Companhia de Jesus da América Latina. "Mais do que nunca precisamos reafirmar os valores e ideais da civilização jesuítica-guarani, que jamais poderemos esquecer no tempo", enfatizou Griffith. Sacerdote de origem Guarani, o padre jesuíta, Lino Flores, salientou que existe uma grande dívida dos países latinos com os índios Guaranis; e que a “Mãe Natureza” está doente, pois já não provém para seus irmãos indígenas com a emsma intensidade que há três séculos.

Valor Histórico e Cultural
De acordo com o secretário Executivo do Detur, Marcos Mattos, "a comitiva missioneira também foi recebida pelo presidente da maior cooperativa agrícola do Paraguai, Colonias Unidas, Agustin Konrad, que garantiu total apoio à a internacionalização do Caminho das Missões, na área de atuação da cooperativa".
Mais de 100 historiadores e gestores participaram do evento, que ocorre anualmente. O intendente anfitrião de San Ignacio, Carlos Jorge Alfara, agradeceu a presença de todos os países presentes, e reafirmou a importância histórica e cultural da cultura Jesuítica/Guarani para o Paraguai. Os representantes da AMM/Funmissões também visitaram as Reduções de San Cosme Y Damian, Trinidad, San Ignácio Guazú, Santa Rosa de Lima e La Cruz.

MUITA CHUVA E FRIO NOS PRÓXIMOS DIAS.

A previsão do tempo para os próximos 10 dias
vai mexer com a cabeça de todos nós.
Chuva, calor de 30 graus e temperaturas
de 1 grau no domingo é para deixar qualquer um 
de pá virada. E mais chuva após o frio de domingo.
Como resistiremos a tantas alterações climáticas.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

SUCESSO TOTAL NO SHOW DE ZEZÉ E LUCIANO.

Apesar do mau tempo um grande público esteve presente
na Expocel para assistir ao Show de Zezé di Camargo e Luciano.
Os amigos que lá estiveram contam que foi sensascional a
noitada e muita animação de todos os presentes.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

ZEZÉ DE CAMARGO E LUCIANO EM CERRO LARGO.


Neste próximo sábado a dupla Zezé de Camargo e Luciano
é a atração principal da noite em que serão
escolhidas as Soberanas da 22ª.Oktoberfest Missões.
O Evento ocorrerá no Parque Municipal de Exposições 
de Cerro Largo  com horário de abertura  20 horas e 
 o Show da dupla esta marcada para ocorrer às 24 horas.

domingo, 14 de maio de 2017

ALUNOS DO LA SALLE MEDIANEIRA VISITAM SEDE DA AMM

ALUNOS DO COLÉGIO LA SALLE MEDIANEIRA VISITARAM A SEDE DA AMM


A sede da Associação dos Municípios das Missões (AMM) sediou um evento peculiar na tarde da última quarta-feira (10): uma aula interativa com os alunos do 4º ano do colégio La Salle Medianeira, de Cerro Largo. Acompanhados da professora Bruna Eckerlebem e da secretária da AMM, Vanessa Malescha, eles visitaram todas as dependências da associação e fizeram perguntas sobre as atividades desenvolvidas pela entidade. Importante ressaltar, que todos sabiam sobre o número de prefeitos missioneiros e algumas das demandas defendidas pela associação.

O que chamou mais a atenção dos pequenos foi o auditório da AMM, que já viram em fotos e tinham curiosidade em conhecer, pois sabiam que no local são realizadas reuniões dos gestores municipais e outros eventos. Hoje nós somos os prefeitos e prefeitas, diziam com empolgação. Questionados sobre o trabalho da AMM, estavam com a resposta na ponta da língua: aqui são feitas reuniões para melhorar a qualidade de vida da população das Missões, responderam.

Os alunos foram informados de que o nome do auditório é uma homenagem a um dos fundadores da associação, Laureano Alberto Schoffen. Também gostaram da galeria de fotos dos presidentes e, claro, foram logo identificando os prefeitos de Cerro Largo.

Conforme explicou a professora Bruna, em sala de aula foi falado sobre a atuação da Associação dos Municípios das Missões em favor das comunidades dos 26 municípios missioneiros. "A iniciativa em querer conhecer a AMM foi dos alunos, que fizeram questão de vir pessoalmente quando souberam que a sede fica em nossa cidade", contou a professora.

Na saída, ficou combinado que as foto serão guardadas para a posteridade, já que, não se sabe se deste encantador grupo de estudantes, não estão futuros prefeitos e prefeitas da AMM.

Site AMM

quinta-feira, 11 de maio de 2017

LOJAS BECKER E SEU NOVO CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO.

Centro de Distribuição das Lojas Becker muda 'paisagem' da RSC-453


por: Carlos Dickow
Data: 11/05/2017 | 08:00

Foto: Alvaro Pegoraro / Folha do MateFachada do prédio já está identificada, chama a atenção de quem circula nas proximidades e mudou a
Fachada do prédio está identificada, chama a atenção de quem circula nas proximidades e mudou a 'paisagem'

Quem costuma circular pela RSC-453, especialmente nas proximidades do trevo de acesso ao bairro Battisti, sem dúvida já notou uma mudança significativa na 'paisagem' do local. Há algum tempo, as Lojas Becker investem na reestruturação física de seis pavilhões onde ficava o Lehma Atacado e, há quase um mês, a rede identificou os prédios como 'Centro de Distribuição'. Já são mais de dois anos de reformas e, atualmente, o CD funciona a pleno, com perspectiva de aumento da operação e novas contratações.
Conforme o gerente da unidade, Jair Antônio Ames, o Centro de Distribuição tem 37 funcionários, número que deve aumentar 'de acordo com a demanda'. Atualmente o CD instalado às margens da RSC-453 abastece 52 lojas nas regiões Central, Carbonífera, Serra e vales do Rio Pardo e Taquari. Até o fim de 2017, revela Ames, a previsão é de que mais de 100 lojas sejam atendidas pelo CD. 'O Litoral deve passar a ter o nosso atendimento, bem como alguma outra região', diz o gerente, que é venâncio-airense.
Todos os 37 funcionários do CD, aliás, são da Capital Nacional do Chimarrão e, conforme Ames, as contratações futuras darão prioridade para moradores de Venâncio. 'Temos mais de 500 currículos e todos os dias chegam pelo menos cinco novos. Quando tivermos necessidade em determinada área, vamos analisar os candidatos, fazer uma seleção interna e ligar diretamente para estes interessados', diz o gerente. Ames ressalta que, além do Centro de Distribuição, a rede de Lojas Becker mantém a sua loja na Capital do Chimarrão, na esquina das ruas Tiradentes e Barão do Triunfo, 'onde temos mais 15 funcionários'.
NOVAS LOJAS - Jair Antônio Ames afirma que a decisão das Lojas Becker pela instalação do Centro de Distribuição em Venâncio Aires se deu em razão da localização estratégica da cidade. 'É perto de tudo', comenta o gerente. O planejamento da rede é de inaugurar seis novas lojas na região até o fim deste ano. 'Aí vamos deixar a pulga atrás da orelha', brinca ele, em referência às cidades que devem ganhar novas unidades das Lojas Becker. No CD, mercadorias são recebidas e direcionadas para as lojas de todas as regiões atendidas.

Foto: Alvaro Pegoraro / Folha do MateGerente do Centro de Distribuição, Jair Antônio Ames, em um dos pavilhões da unidade instalada às margens da RSC-453
Gerente do Centro de Distribuição, Jair Ames, em um dos pavilhões da unidade instalada às margens da 453

SAIBA MAIS
As Lojas Becker têm sua matriz em Cerro Largo e unidades distribuídas por todo o Rio Grande do Sul. Além das lojas, que comercializam eletroeletrônicos, móveis e materiais de construção, o grupo administra também o Consórcio Becker, a Financeira Becker, a Industrial Becker e duas empresas transportadoras: Transleju e TransBecker.
Ao todo, são mais de 4,2 mil funcionários e 65 anos de atuação no mercado. De acordo com Jair Antônio Ames, para junho de 2018, quando a rede completará 66 anos, está prevista a inauguração do maior Centro de Distribuição da Região Sul do Brasil, em Cerro Largo, com aproximadamente 36 mil metros quadrados de área construída.

quarta-feira, 10 de maio de 2017

SECRETÁRIOS DE EDUCAÇÃO SE REUNIRAM NA AMM.

Secretários de Educação das Missões se reuniram na AMM
09 de Maio de 2017

Secretários de Educação da região das Missões promoveram reunião mensal na manhã de terça-feira (9), na sede da Associação dos Municípios das Missões (AMM), em Cerro Largo. Prestação de contas gestão 2015/2017, avaliação da participação no Fórum Estadual, transporte escolar, creches, representantes da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) em outros colegiados, integraram as atividades, que foram conduzidas pela coordenadora dos secretários de Educação da AMM, Tânia Maris Scola, de Entre-Ijuís.

Também estiveram presentes representantes do Conselho Estadual de Educação (CEED), coordenadores pedagógicos, presidentes dos Conselhos Municipais de Educação (CME), entre outros participantes dos 26 municípios missioneiros.

Site AMM

terça-feira, 9 de maio de 2017

AMM E O PROJETO MISSÕES PELA VIDA 2017.

Divulgado pelas primeiras-damas da AMM o projeto Missões pela Vida 2017
09 de Maio de 2017



Com a temática No Outono da Vida, o trabalho terá sua culminância em novembro, no festival regional de poesias vencedoras nas etapas municipais.

Promover uma política pública voltada à criação de espaços de interação social para um público bem específico: pré-idosos, na faixa de 50 a 60 anos, possibilitando um olhar de longevidade sustentável. Este é objetivo geral do projeto Missões pela Vida/2017, com o tema No Outono da Vida, coordenado pela Associação das Primeiras-Damas dos Municípios das Missões, em conjunto com as Secretarias Municipais de Assistência Social, Saúde e de Educação dos 26 municípios missioneiros.

Conforme explicou a presidente da Associação das Primeiras-Damas, Iara Sartori, de Entre-Ijuís, no dia 5 de maio passado durante assembleia mensal da AMM, a proposta do projeto é a construção de uma prática em que os sentimentos de cuidar de si, cuidar dos outros, cuidar da vida como atitude, agregando novas informações e habilidades necessárias. "Percebemos que a partir dos 60 anos, as pessoas têm sido amparadas por várias ações sociais no país. Mas  o mesmo não ocorre com os pré-idosos, entre 50 e 60 anos de idade. Por isso, nossa atenção, das primeiras-damas conjuntamente com as secretarias municipais de Assistência, Social, Saúde e Educação, será para este grupo muito especial", contextualizou Iara.

RESGATANDO SABERES
Entre os objetivos específicos desta iniciativa estão o convívio e a troca de conhecimentos, resgatando saberes e experiências, valorizando o respeito, o cuidado e a solidariedade; compor um banco de talentos incentivando a diversidade de afazeres entre idosos e jovens; articular ações entre as áreas de assistência social, saúde e educação, cultura, espiritualidade e lazer.

AÇÕES NAS SECRETARIAS
Vários trabalhos serão desenvolvidos dentro das secretarias. Assistência Social: criação de um grupo pré-idoso a partir de 50 anos; festival de poesias com o tema No Outono da Vida, etapa municipal; palestras e atividades incentivando a qualidade de vida. Saúde: ações voltadas à prevenção de doenças que afetam essa faixa etária; incentivo à busca da prevenção da saúde do homem; oficinas terapêuticas fomentando os cuidados com a saúde física, mental e espiritual. Educação: exposição de objetos que contemplem a história do municípios, envolvendo as escolas e os idosos; encontros interativos entre alunos das escolas e idosos, objetivando o resgate de saberes e experiências.

DESAFIO INTELECTUAL
Norteado pela sensibilidade, o projeto é embasado no fato de que, chegar no Outono da Vida satisfatoriamente não é um atributo do indivíduo biológico, psicológico ou social, mas resulta da qualidade de interação entre as pessoas. Além disso, a percepção dessas mudanças e capacidade de identificar as virtudes dessa idade, é um desafio intelectual de vários pensadores, ao logo dos tempos.

Site AMM

segunda-feira, 8 de maio de 2017

AMM APRESENTA PROJETO da PONTE MONUMENTO.

Apresentado em reunião da AMM o projeto da Ponte Monumento
08 de Maio de 2017
Apresentado em reunião da AMM o projeto da Ponte Monumento
Integrantes da Comissão Mista Binacional Pró Ponte Porto Xavier/San Javier

No evento foi formada oficialmente a Comissão Mista Binacional Pró Ponte Porto Xavier/San Javier
Mesmo que a luta pela construção da ponte Porto Xavier (Brasil) - San Javier (Argentina) venha se prolongando há mais de 40 anos, a Associação dos Municípios das Missões (AMM) não vai desistir deste pleito, por vários motívos. Primeiro, que já foi comprovado nos estudos do Dnit e reiterado pelo ministro dos Transportes, que técnica e economicamente estas duas localidades são as mais viáveis para receber o empreendimento; segundo, que a cada dia mais lideranças, comunidades e forças empresáriais dos dois países estão somando esforços e trabalhando ações conjuntas; terceiro, está sendo desenvolvido o projeto de uma nova concepção da ponte, para tansformá-la em monumento histórico com inserção de símbolos missioneiros.
HOMENAGEM AO PAPA FRANCISCO
O novo conceito da obra, agora concebida como Ponte Monumento, foi explanado pelo secretário de Desenvolvimento, Turismo e Mercosul de Porto Xavier, Ovídio Kaiser, durante assembleia da AMM, que ocorreu no último dia 5, na Fenamilho Internacional, em Santo Ângelo. Kaiser destacou ainda que a ponte deverá levar o nome de Papa Francisco.
No mesmo dia, foi formada oficialmente a Comissão Mista Binancional Pró Ponte Porto Xavier/San Javier, integrada por representantes da região das Missões/Brasil e de Misiones/Argentina. "O objetivo desta comissão é fortalecer nosso trabalho junto às autoridades federais dos dois países, em defesa da viabilização desta ponte. Inclusive para nos certificarmos do comprometimento do lado argentino", salientou Sartori, se referindo ao fato de que em audiência realizada no mês de março deste ano em Brasília, o ministro dos Transportes sinalizou que o governo da Argentina não teria a ponte internacional como demanda prioritária.
O intendente de San Javier, Enio lemes, acompanhado de diversos intendentes de Misiones/AR, esteve presente e renovou seu empenho e confiança na consolidação desta luta pela ponte internacional Porto Xavier/San Javier. O presidente da Associação dos Municípios do Planalto Médio (AMUPLAM) e prefeito de Coronel Barros, Edson Arn, também fez questão de declarar pessoalmente o apoio formal a esta reivindicação, em nome dos 11 municípios da AMUPLAM.
50 ANOS
Diversos temas relevantes para os 26 municípios missioneiros foram discutidos na reunião da Associação dos Municípios das Missões e Fundação dos Municípios das Missões (Funmissões). Entre eles, a retomada dos voos no aeroporto de Santo Ângelo a partir do próximo dia 3 de julho; efetivo da Brigada Militar na região; cirurgias e partos regionais no hospital Santo Ângelo, e os preparativos para o cinquentenário da AMM, comemorado dia 27 deste mês, quando serão realizadas eventos e homenagens na região, com a presença de ex-presidentes da Associação, e também um grande expediente na Assembleia Legislativa. Este último está sendo organizado pelo deputado estadual Eduardo Loureiro, que por duas vezes presidiu a Associação.
O presidente da Federação das Indústrias do RS, Heitor José Müller, o secretário adjunto da Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, André José Kryszczun, presidente da Comissão Empresarial Pró-Ponte, Wilson Pippi; prefeitos, vice-prefeitos, primeiras-damas, secretários municipais, imprensa, vereadores, presidente e soberanas da Fenamilho e da Polfest, entre outros, participaram do encontro mensal da AMM, que foi coordenado pelo dirigente da Associação, Brasil Antonio Sartori, com o apoio do prefeito anfitrião, Jacques Barbosa.
COMISSÃO MISTA BINACIONAL PRÓ PONTE PORTO XAVIER/SANJAVIER:
BRASILEIROS
Presidente - Vilmar Kaiser – Prefeito de Porto Xavier
Brasil Antonio Sartori – Prefeito de Entre-Ijuís
Ricardo Klein – Prefeito de São Nicolau
Ovidio Kaiser – Secretário e Coordenador
Wilson Pippi – Empresário
Eleonor Becker - Empresário
Edison Osvaldo Arn – Presidente da Amuplam
Eduardo Loureiro – Deputado estadual
ARGENTINOS
Enio Lemes – Intendente de San Javier
Hugo Gomes – Secretário de Relações Institucionais de San Javier
Pablo Castro – Intendente de Santa Ana
Diego Sartori – Intendente de LeandroAlem
José Alves – Intendente de Itacaruaré
Rosario Becker – Intendente Dos Arroyos
José Schiro – Intendente de Bomplan
Sérgio Kuchicin – Intendente de Gobernador Lopez

Por Karin Schmidt
Fonte: Assessoria de Imprensa

TEMPO BOM CIDADE VAZIA.

O Comércio de Cerro Largo terá mais uma semana  de pouco movimento, visto que os agricultores devem aproveitar o tempo firme e sol fort...