sexta-feira, 30 de junho de 2017

TEREMOS HOSPITAL REFERÊNCIA EM PARTOS ?

A Secretaria da Saúde e sua recente resolução prevê
que sómente teremos tres hospitais na região em condições
de realizar partos e cesarianas nas Missões:Santo ângelo,
São Luiz Gonzaga e São Borja.
A 12ª.Coordenadoria de Saúde entrou em contato com
a AHCASA para saber das reais possibilidades de cumprirmos
os requisitos mínimos para este credenciamento.
Para Cerro Largo conseguir o teto mínimo de 300 partos/
ano necessitaremos que alguns municípios vizinhos como
Guarani das Missões,Porto Xavier,São Paulo das Missões,
Ubiretama, Caibaté, Mato Queimado e Rolador votem e
venham a aderir para sermos referência neste sentido.
O Assunto ainda vai dar muitas discussões e as possíveis
mudanças sómente devem ocorrer em 2018.
Aina tem a parte de insvestimentos em equipamentos
e equipe técnica qualificada para criar o centro
de referência em partos e cesarianas.

* matéria gazeta integração*

quinta-feira, 29 de junho de 2017

EXPEDIENTE INTERNO NA PREFEITURA DE CERRO LARGO.

O Prefeito Walter H.Spies através do Decredto Municipal 2291/2017
decretou que nesta sexta dia 30 de junho sómente haverá expediente
interno na parte da tarde. Jáa no  dia 03 de julho o decreto determina
que a Prefeitura durante toda a segunda feira terá somente expediente
interno para ajustes  nos sistemas das unidades administrativas municipais.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

VOOS COMERCIAIS EM SANTO ÂNGELO INICIAM NA SEGUNDA.

O Voo inaugural da retomada em Santo Angelo
vai acontecer no dia 03 de julho por voltas das 16:10
com o prefixo ATR-72 que faz viagem da capital
do Estado chegando em Santo Angelo às 15:45.
Com capacidade para 72 passageiros da linhas aéreas AZUL
devem alavancar a economia de nossa região com
a sua regularidade em viagens para a capital do Estado.
A presença do Governador José Ivo Sartori, do Secretário
de Transportes Pedro Westphalen, de diversos secretários
e deputados já estão confirmadas para este evento.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

A FORÇA DA AMM JUNTO AO GOVERNO DO RS.

Em reunião da AMM, governo do Estado garantiu recuperação da estrada de Garruchos
26 de Junho de 2017
Secretário de Transportes assegurou que no próximo mês terão início os serviços com saibro na ERS 176

A Associação dos Municípios das Missões (AMM) é uma das mais importantes associações de prefeitos do Estado, por saber entender que a força do conjunto é que faz as coisas acontecerem. Com este reconhecimento oficial da atuação da AMM, o secretário estadual de Transportes, Pedro Wetsphalen, anunciou na assembleia que ocorreu no município de Garruchos, dia 23/06, que já em julho iniciarão os trabalhos de melhoria da ERS 176, conforme acertado com o Daer e a empresa que executará os trabalhos de recuperação.

O Secretário explicou que como não há verba disponível para o asfaltamento, a alternativa imediata será o ensaibramento da estrada de Garruchos até Santo Antônio das Missões. “Neste momento, ainda não podemos sonhar com o asfalto, nem em Garruchos e nem em Pirapó, duas cidades missioneiras ainda sem acesso pavimentado”, admitiu Westphalen explicando que no Estado, 76 municípios estão sem acesso asfáltico e que o saibro tem sido a solução emergencial, possibilitando expressiva melhoria de trafegabilidade.

Pedro Westphalen participou do encontro acompanhado de representantes do Daer e da empresa que realizará os trabalhos, previstos para começarem no prazo de 30 dias, e garantiu: “o asfalto a Garruchos está entre as prioridades da Secretaria estadual de Transportes, pois a estrada está inaceitável, mesmo sem chover”.
O presidente da AMM, Brasil Antonio Sartori, assegurou que todos os prefeitos da Associação estão unidos e atuantes na missão de garantir o asfalto. “Saúdo este povo sofrido de Garruchos e hoje posso afirmar que têm muitos companheiros nesta mesma luta”, acrescentou Sartori. “Agradeço ao secretário Pedro pela coragem de estar aqui, porque muitos fugiriam da raia sabendo das dificuldades e da ânsia deste povo garruchense, que há anos aguarda o asfalto”, salientou Sartori, que é prefeito de Entre-Ijuís.

Desafio de parceria
O prefeito anfitrião, João Carlos Scotto, após agradecer a presença de tantos convidados fez um desafio ao secretário dos Transportes. “Peço que seja nosso parceiro nesta luta maior de nosso município, que é perder a sua condição de isolamento e de quase excluído. Temos que mudar essa situação”, clamou Scotto, ao evidenciar: “o secretário Pedro, como médico, sabe muito bem o que um profissional da área sofre ao ver morrer um paciente, ao sentir seu sofrimento de quando nós, por limitações não podemos fazer mais. Assim como sabe o que é levar uma gestante a 110 quilômetros do seu ponto de referência, ou um paciente com hemorragia grave, e sentir que cada metro que nos separa do hospital nos faz sentir derrotados”, lamentou o prefeito garruchense.

Scotto também fez um agradecimento especial ao presidente da AMM que trouxe a Garruchos a quase totalidade dos prefeitos da AMM, mostrando que defende os interesses da região, e enfatizou: “estas melhorias de recuperação da estrada vão ajudar muito, mas seguiremos firme na luta pelo nosso asfalto”.

Apoio do Legislativo
O Presidente da Associação do Legislativo das Missões (ALM), vereador Bio Micczarek, de Guarani das Missões, declarou que também a ALM está mobilizada na luta pelo asfalto de Garruchos e melhoria nas estradas missioneiras. “Sabemos de todas as dificuldades que o Estado vem enfrentando, mas não podemos deixar de fazer a nossa parte que é reivindicar.e trabalhar por soluções”, enfatizou.

Avanços acontecendo
Ex-presidente da AMM e deputado estadual, Eduardo Loureiro reiterou que não há desenvolvimento sem infraestrutura logística. E, apesar das dificuldades e problemas, existem avanços e vários investimentos que podem ser comemorados. Ele exemplificou a ERS 344 que liga Santa Rosa a Entre-Ijuís; recuperação da ERS 168 (Roque Gonzales/São Luiz Gonzaga/Bossoroca); obras em andamento aos acessos asfálticos de Eugênio de Castro, Rolador e Ubiretama; conclusão das obras de reforma da pista do aeroporto regional de Santo Ângelo, que vai possibilitar a retomada dos voos para Porto Alegre a partir do dia 3 de julho. Loureiro fez questão de reafirmar seu comprometimento com a melhoria urgente da estrada, assim como de todas as outras demandas de Garruchos e da região das Missões, que fazem parte da pauta de ações da AMM.

SOS Garruchos
Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Garruchos e de Santo Antônio das Missões, Agnaldo Barcellos destacou a importância da reunião da AMM para sensibilizar as autoridades estaduais. “O secretário Pedro assumiu um compromisso conosco e com a região das Missões, de que até o próximo mês teremos máquinas trabalhando na ERS 176. Por este motivo, a nossa mobilização pelo asfalto, prevista para o dia 6 de julho, talvez seja marcada para uma nova data. Diante do anúncio do secretário, provavelmente num segundo momento retomaremos a briga pelo asfalto da ERS 176”, ressaltou Barcelos. Ele esclareceu que o movimento “SOS Garruchos, asfalto já”, é organizado por um conjunto de instituições e entidades de Garruchos e de Santo Antônio das Missões. “Todos estamos engajados nesta causa que interessa diretamente a estes dois municípios, mas também a toda a região missioneira”, lembrou Agnaldo.

Um vídeo exibido pela administração municipal prendeu a atenção dos participantes. Primeiro foram apresentados os belíssimos atrativos turísticos, culturais, comerciais e as potencialidades empreendedoras de Garruchos. Logo após, a demonstração da dura realidade, principalmente quando chove, da ERS 176, enfrentada diariamente pela comunidade, há mais de 50 anos.

Tribunal de Contas
Presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o conselheiro Marco Peixoto prestigiou a reunião e falou sobre a necessidade dos chefes do Executivo estarem bem assessorados. “Têm muitos prefeitos mal informados e mal orientados. Portanto, se cerquem de técnicos capacitados na área jurídica e contábil, porque depois que acontece um apontamento, julgamento ou perda de prazo, vocês terão que contratar um advogado, gastarão do próprio bolso para se defender e, ainda assim, muitas vezes não conseguem eliminar suas falhas que são apontadas, punidas e condenadas”, alertou Marco Peixoto ao complementar: “família e Tribunal de Contas, estas são as duas questões fundamentais que o prefeito precisa se preocupar”.

Foram abordados outros temas relevantes como a interiorização de cursos de formação, cirurgias no hospital Santo Ângelo, apresentação do cronograma financeiro do Projeto de Inovação Tecnológica (PIT). Também participaram o intendente de Garruchos/Corrientes, Alejandro Minigozi, o presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Orlando Picinin, prefeitos, vice-prefeitos, primeiras-damas, imprensa, secretários municipais, vereadores, soberanas do município, o assessor jurídico da AMM, Gladimir Chiele, e comunidade em geral. “Assembleia especial de apoio ao povo e às reivindicações de Garruchos. Assim podemos definir a nossa reunião”, concluiu o dirigente da Associação dos Municípios das Missões, Brasil Antonio Sartori, que conduziu os trabalhos de mais um encontro mensal da AMM. Merecem um destaque pra lá de especial todos os garruchenses que, com maestria e alegria, organizaram os preparativos para bem acolher os visitantes.

Por Karin Schmidt
Fonte: Assessoria de Imprensa AMM

quinta-feira, 22 de junho de 2017

DEBATE SOBRE O SISTEMA PRISONAL GAÚCHO.

AMM representada em seminário sobre Violência, Cultura e Sistema Prisional
22 de Junho de 2017
Debate sobre o sistema prisional gaúcho foi o objetivo principal do evento, que ocorreu na URI-Santo Ângelo
O presidente da Associação do Municípios das Missões (AMM) e prefeito de Entre-Ijuís, Brasil Antonio Sartori, participou na quinta-feira (22/6) do Seminário "Violência, Cultura e Sistema Prisional". O evento ocorreu na Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI, campus Santo Ângelo, promovido através da parceria entre a Coordenação dos Cursos de Psicologia e Direito da URI e a Coordenação Técnica da 3ª Delegacia Penitenciária Regional.

O seminário foi permeado pelo diálogo entre diversos segmentos da sociedade, com o propósito de chamar a atenção para a dura realidade do sistema prisional gaúcho. "Todos os temas abordados são muito importantes, especialmente para a formação profissional dos acadêmicos do curso de Direito", avaliou Brasil Antonio Sartori, que é Bacharel em Direito, e representou o colegiado de prefeitos da AMM.

Integraram a programação as palestras "Violência e Cultura Punitivista”, conduzida por Pedro Pacheco (Doutor em Psicologia pela PUC/RS, professor da URI/Santiago); “O Ministério Público e o Sistema Prisional”, com Gilmar Bortolotto (Procurador de Justiça e Coordenador do Núcleo de Apoio à Fiscalização de Estabelecimentos Prisionais - Porto Alegre); “A Defensoria Pública e o Sistema Prisional”, coordenada por André Girotto (Defensor Público da Comarca de Ijuí); Mostra de Práticas e Projetos URI, e Mostra de práticas e projetos - SUSEPE/Tratamento Penal. A mediação foi do Ms. Luiz Alberto Brasil Simões Pires Filho, professor na URI/Santo Ângelo.

Por Karin Schmidt
Fonte: Assessoria de Imprensa AMM

quarta-feira, 21 de junho de 2017

TEMPO BOM CIDADE VAZIA.

O Comércio de Cerro Largo terá mais uma semana 
de pouco movimento, visto que os agricultores
devem aproveitar o tempo firme e sol forte
para efetuar os serviços em suas propriedades.
O plantio  e a manutenção devem prender os
colonos esvaziando o movimento do comércio
na cidade. O Baixo preço do soja também 
vai contribuir para que a economia sinta
a falta de dinheiro circulando.

terça-feira, 20 de junho de 2017

SESSÃO DA CÂMARA TEVE POLÊMICAS.

A denuncia efetuada por duas funerárias da cidade
pedindo que os vereadores fizessem um questionamento
junto a direção da  AHCASA de favorecimento a funerária
da PAZ em que o vereador Neivo Schmidt tem participação.
O direcionamento segundo denuncia vem sendo realizado
por agentes e funcionários do Hospital o que deverá 
ser esclarecido pelo Presidente  Leonardo Terra Leite
e pelo Administrador Ademir Hartmann.
Uma entidade que recebe recursos públicos não pode
ter participação em eventos desta natureza.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

SEGUE A OPERAÇÃO TAPA BURACOS.

Nesta semana ainda teremos a continuidade
da operação tapa buracos ocasionada pela
chuvarada dos últimos dias que provocou a
abertura de buracos nos asfaltos das ruas de
Cerro Largo.
Muita coisa não deverá ser feita em função
da tão profalada falta de verbas.

domingo, 18 de junho de 2017

SORTEIO DE MOTO VAI BENEFICIAR A AHCASA.

A direção do Cerro Largo futsal lançou
oficialmente no dia 16 (sexta feira) no
Restaurante Central a Ação entre Amigos
que irá arrecadar fundos para o time e 
para a AHCASA com sorteio previsto 
para novembro de 2017 e tem tudo
para ser um sucesso.

terça-feira, 13 de junho de 2017

AMM BUSCA RECURSOS JUNTO AO GOVERNO FEDERAL.

AMM busca recursos do governo federal para ajudar municípios
12 de Junho de 2017
AMM busca recursos do governo federal para ajudar municípios
(esquerda) Prefeito de São Nicolau, presidente da AMM, prefeito de Dezesseis de Novembro, prefeito de Garruchos e ao fundo de colete amarelo o ministro da Integração Nacional e outras autoridades.

Em apoio aos prejuízos contabilizados na região por causa das chuvas, além do pedido da Famurs, também a AMM solicitou ao ministro da Integração Nacional 100 mil reais a fundo perdido.

Novamente, a Associação dos Municípios das Missões (AMM) esteve na capital gaúcha para reivindicar auxílio aos municípios missioneiros, que foram fortemente prejudicados pelo excesso de chuvas. Desta vez, o encontro, que ocorreu na sede da Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs), na tarde de segunda-feira (12), contou com a presença dos ministros da Integração Nacional, Helder Barbalho, do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, senadores, deputados e outras lideranças estaduais e federais.

Situação de emergência
Na região das Missões é grande o prejuízo e os estragos ocasionados pelas enxurradas, especialmente nas estradas e na agricultura. Dos 26 municípios missioneiros, 15 já decretaram situação de emergência: Bossoroca, Cerro Largo, Entre-Ijuís, Garruchos, Guarani das Missões, Pirapó, Porto Xavier, Rolador, Roque Gonzales, Santo Ângelo, Santo Antônio das Missões, São Borja, São Nicolau, Ubiretama e Vitória das Missões. "A meu pedido, em nome da AMM solicitamos ao governo federal o valor de 100 mil reais a fundo perdido, em apoio aos municípios da região que necessitam de auxílio imediato", explicou Brasil Antonio Sartori, presidente da Associação dos Municípios das Missões e prefeito de Entre-Ijuís.

A Famurs entregou documento oficial ao ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, explanando que 151 municípios do RS estão em situação de emergência e mais de 94 atingindos pelas enchentes, totalizando um prejuízo de aproximadamente R$ 339.200.675,00 (trezentos e trinta e nove milhões duzentos mil, seiscentos e setenta e cinco reais). Neste sentido, entre outras revindicações, a Federação solicitou de forma emergencial a liberação desta quantia através de Medida Provisória, para a recuperação da infraestrutura pública atingida (estradas, pontes, pontilhões e boeiros) kits de ajuda humanitária, auxílio às famílias desabrigadas, recuperação do solo degradado e ações de recuperação de danos nas regiões mais afetadas pelas fortes chuvas, por meio de convênios a serem celebrados diretamente com os municípios.

Pressão Política
Cerca de 300 prefeitos gaúchos que participaram do encontro uniram forças e fizeram pressão política, muitos deles, indignados com situações anteriores que não foram solucionadas pela União e pelo Estado. Da região das Missões estiveram presentes o presidente da Associação e prefeito de Entre-Ijuís, Brasil Antonio Sartori; os prefeitos de Garruchos, João Carlos Scotto; de Dezesseis de Novembro, Ademir Gonzato; de Santo Ângelo, Jacques Barbosa; de Roque Gonzales, João Haas; de Porto Xavier, Vilmar Kaiser; de São Nicolau, Ricardo Klein, além de vice-prefeitos e secretários municipais da AMM.
Fotos vinculadas
Por Karin Schmidt
Fonte: Assessoria de Imprensa AMM

segunda-feira, 12 de junho de 2017

CERRO LARGO-NOVAS CONSTRUÇÕES NA 7 DE SETEMBRO.

Novas edificações na rua 7 de setembro,mostram o crescimento
e modernização da cidade de Cerro Largo-RS



 Crescimento de Cerro Largo pode ser medido pela Rua 7 de setembro.

sábado, 10 de junho de 2017

quinta-feira, 8 de junho de 2017

AGAFARMA CERRO LARGO.


Rua 7 de setembro,851-Centro-Cerro Largo-RS
55.3359.4011     whatsApp 55.98469-1535
aga526@agafarma.com.br
Equipe da Agafarma de Cerro Largo .
Sinta-se bem.
Sinta-se em casa.


quarta-feira, 7 de junho de 2017

ASSEMBLÉIA DA CONSULTA POPULAR 2017 FOI REALIZADA NA SEDE DA AMM.

AMM sediou assembleia regional da Consulta Popular 2017
07 de Junho de 2017
Votação será nos dias 1,2 e 3 de agosto

Na tarde de terça-feira (6/6) foi realizada na sede da Associação dos Municípios das Missões (AMM), a assembleia regional da Consulta Popular 2017 - Orçamento 2018, organizada pelo Conselho Regional de Desenvolvimento das Missões (Corede). Conduziram os trabalhos o presidente do Corede Missões, José Cláudio Lourega Reis, o coordenador regional da Participação Popular Cidadã, Daion Eldis Fener, o corrdenador estadual da Participação Popular Cidadã, Theonas Baumhardt, e o diretor da Secretaria estadual de Planejamento, Governança e Gestão, José Oltramari.

Presidente da AMM e prefeito de Entre-Ijuís, Brasil Antonio Sartori, agradeceu a presença dos participantes e reiterou que "a sede da Associação está sempre aberta para eventos desta natureza, que agregam ações que vão ao encontro do desenvolvimento da região missioneira". O encontro, que teve como finalidade o desencadeamento formal do processo da Consulta Popular 2017 - Orçamento 2018, reuniu prefeitos, vice-prefeitos,  vereadores, secretários municipais, entre outros reperentantes dos 26 municípios que compõem a Associação dos Municípios das Missões.

Fotos vinculadas
Por Karin Schmidt
Fonte: Assessoria de Imprensa

terça-feira, 6 de junho de 2017

PREFEITOS DA AMM BUSCAM AUXILIO EM REUNIÃO DA FAMURS.

Prefeitos da AMM buscam auxílio para amenizar prejuízos causados pelas enxurradas
05 de Junho de 2017
Gestores missioneiros uniram forças com outros municípios gaúchos e juntos, cobrarão recursos do Estado e da União

Mais de 15 gestores da região das Missões estiveram presentes na tarde de segunda-feira (5/6) em Porto Alegre, na reunião de emergência promovida pela Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs), que contou com a participação de representantes de vários municípios do Estado, atingidos pelas chuvas. Para agilizar a liberação de recursos, ficou acertada pela Famurs uma audiência com o ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, na próxima terça-feira (13/6), às 16h, em Brasília, com a participação de prefeitos gaúchos.

Conforme levantamento da Associação dos Municípios das Missões (AMM), 6 das 26 cidades da região missioneira já decretaram situação de emergência: Porto Xavier, Pirapó, Roque Gonzales, São Borja, Santo Ângelo e Santo Antônio das Missões. Mas, também devem decretar, dependendo das condições climáticas dos próximos dias, outros municípios missioneiros que também estão bastante prejudicados pelas intempéries climáticas.

Danos irreparáveis
Um exemplo é Salvador das Missões, onde os prejuízos já chegam há quase 1 milhão de reais, de acordo com laudo da Emater e secretarias do município. Segundo o prefeito municipal, Daniel Gorski (PT), os setores mais afetados são as estradas, pontes e bueiros, que dificultam o transporte escolar e a retirada dos produtos das propriedades. Quanto às perdas, estão na produção de leite, milho safrinha, atraso no plantio de trigo, pastagem de inverno, gado de corte, culturas de subsistência e mandioca, pois o município detém a maior beneficiadora de mandioca do Estado.

Em Mato Queimado, o prefeito Orlando Thomas (PP) informou que a cada dia se agravam mais os problemas no município, em decorrência das chuvas que seguem frequentes. Em Santo Ângelo, que já decretou situação de emergência, o prefeito Jacques Barbosa (PDT) relatou que também está muito preocupado, pois têm em torno de 38 casas alagadas, 850 quilômetros de estradas no interior sem trafegabilidade, transporte escolar interrompido em algumas escolas, e perdas no escoamento da produção de leite. Prefeito de Porto Xavier, Vilmar Kaiser (PP) destacou que entre os danos no município estão as estradas intransitáveis, cancelamento do transporte escolar e travessia para a Argentina interrompida.

Burocracia constate 
Em sua manifestação na reunião da Famurs, o prefeito de São Borja, Eduardo Bonotto (PP), foi enfático: "Estamos cansados. Não viemos aqui para sair de mãos vazias. Já é o segundo decreto de situação de emergência que faço em dois meses", criticou Bonotto, se referindo a constante burocracia das esferas estadual e federal, na liberação de auxílio às cidades afetadas, além das dificuldades para homologar os decretos em questão.

Mobilização missioneira
Maior que as perdas e prejuízos na maioria dos municípios da AMM, é a mobilização dos prefeitos missioneiros em busca de soluções emergênciais do Estado e da União para atender as comunidades, que são as mais prejudicadas. "Não podemos deixar que esta pauta deliberada hoje na Famurs, caia no esquecimento. Vamos seguir unidos e cobrando dos governos federal e estadual", afirmou o prefeito de São Nicolau e diretor do Detur, Ricardo Klein.

Na avaliação do prefeito de Salvador das Missões, o encontro em Porto Alegre foi muito bom e com expressiva representação missioneira. "Estamos unidos e temos que parabenizar o presidente da AMM, pelo apoio e mobilização da nossa Associação nesta luta", evidenciou Daniel Gorski.

Presidente da AMM e prefeito de Entre-Ijuís, Brasil Antonio Sartoti assegurou que a Associação está trabalhando para ajudar os municípios missioneiros atingidos pelas enxurradas e enchentes. "Além do reforço da Famurs, encaminharemos documento da Associação ao ministro da Integração Nacional, solicitando agilidade na liberação de recursos à nossa região", garantiu Sartori, que fará o possível para estar presente na reunião em Brasília, na próxima semana.

Os prefeitos de Bossoroca, José Moacir Fabrício Dutra; Caibaté, Amauri Pires; Dezesseis de Novembro, Ademir Gonzato; Giruá, Rubem Weimer; Mato Queimado, Orlando Thomas; Porto Xavier, Vilma Kaiser; Pirapó, Auri Kohhann; Roque Gonzales, João Haas; Santo Antônio das Missões, Puranci Barcellos; Salvador das Missões, Daniel Gorski; São Borja, Eduardo Bonotto; São Nicolau, Ricardo Klein; São Luiz Gonzaga, Sidney Brondani; Sete de Setembro, Márcio Politowski; os vice-prefeitos de Santo Ângelo, Bruno Hesse, e de São Paulo das Missões, Elemar Dill; secretários municipais, entre outros, representaram a região das Missões na reunião da Famurs.

Ações da Famurs
Durante a audiência na Capital Federal, será entregue ao ministro uma carta com os pleitos dos municípios. Integram a lista de pedidos da entidade ao Governo Federal prioridade no pagamento das emendas parlamentares aos municípios em situação de emergência; a liberação de recursos do FGTS, do Bolsa Família e do cartão reforma; e a abertura de uma linha de crédito a juros de 4% ao ano. No âmbito estadual, a Famurs reivindica a homologação de decreto estadual de emergência, o pagamento dos atrasos na área da saúde, a transferência de recursos para a recuperação das estradas vicinais e a recuperação das rodovias estaduais danificadas pela chuva. "Ninguém saiu do seu município senão com a intenção de amenizar o sofrimento das pessoas que estão com dificuldades", ressaltou o futuro presidente da Federação e prefeito de Rio dos índios, Salmo Dias, durante a reunião de emergência, na capital gaúcha, quando participaram cerca de 200 prefeitos.

Estiveram presentes no evento o secretário de Transportes do RS, Pedro Westphalen, o secretário de Agricultura do RS, Ernani Polo, o secretário ajunto de Desenvolvimento Rural do RS, Iberê Orsi, o chefe da Defesa Civil do RS, Alexandre Martins, o representante do Ministério da Integração Nacional na Região Sul, Alexandre Kapper; o deputado federal Covatti Filho e a deputada estadual Zilá Breitenbach.

Site AMM

domingo, 4 de junho de 2017

EMPREENDEDORISMO EM ALTA.

Editorial do Presidente

Quatro em cada dez brasileiros com idade entre 18 e 64 anos escolhem o mundo dos negócios como fonte de renda. Conforme revela a nova pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2015, a taxa de empreendedorismo no País é de 39,3%, o maior índice dos últimos 14 anos e quase o dobro do registrado em 2002, quando a taxa era de 20,9%.
Este número nos faz perceber que o empreendedorismo tornou-se, principalmente no último ano, uma alternativa da população em meio à crise econômica pela qual atravessa o País. Neste sentido, é primordial seguir aperfeiçoando as políticas governamentais, o apoio financeiro - como adequação das linhas de crédito à realidade do empreendedor - , bem como ampliar os esforços na educação e capacitação destes empresários e futuros empreendedores.
Por outro lado, é notável que o empreendedorismo está no DNA do brasileiro, que prefere ter o próprio negócio do que fazer carreira numa empresa, por exemplo. Hoje, organizações de apoio como o SEBRAE, eventos de empreendedorismo, ações de políticas públicas, além de um ecossistema empreendedor com incubadoras e aceleradoras são fatores que favorecem o empreendedorismo em nossa sociedade.
A pesquisa GEM também revela que 56% daqueles que estão criando ou já abriram uma empresa identificaram uma oportunidade, número que sofreu uma queda em relação aos últimos anos. O aumento de incentivos como a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa influenciou o forte crescimento do empreendedorismo por oportunidade, que pode ter voltado a um patamar mais equilibrado quando comparado com o empreendedorismo por necessidade justamente em virtude da instabilidade pela qual passa o Brasil.
Em 2015, 44% dos envolvidos com a criação de um negócio o fizeram por necessidade, mas isso não significa, necessariamente, ausência de planejamento ou qualificação. Caso este empreendedor tenha se apressado, o SEBRAE/RS está aberto para orientá-lo nas mais diversas questões, dependendo de sua necessidade. Conhecer o mercado onde vai atuar, os clientes, os concorrentes e os fornecedores é fundamental em qualquer situação. Fazer um bom plano de negócio pode garantir o bom desempenho e o futuro da empresa.
Carlos Rivaci Sperotto 
Presidente do Conselho Deliberativo Estadual do SEBRAE/RS


sexta-feira, 2 de junho de 2017

AMM PREOCUPADA COM MUNICÍPIOS ATINGIDOS PELA CHUVA.

AMM prepara medidas para ajudar municípios missioneiros atingidos pelas fortes chuvas

AMM prepara medidas para ajudar municípios missioneiros atingidos pelas fortes chuvas
Presidente da AMM e secretário estadual de Transportes e Mobilidade

Na região das Missões, Noroeste do Rio Grande do Sul, vários municípios sofrem prejuízos por causa das chuvas intensas e temporais, que assolam o Estado desde a última semana. Roque Gonzales, São Borja, Santo Ângelo e São Miguel das Missões decretaram situação de emergência. Mas é grave os danos sofridos pela maioria dos 26 municípios da região, tanto na área rural quanto urbana. Muitos gestores tiveram que suspender o transporte escolar devido à situação precária das estradas, que estão com bueiros entupidos de terra e galhos. Além disso, são inúmeras as pessoas que precisaram deixar suas casas, invadidas pelas cheias. Outra questão é a redução drástica da produção, pois a água cobriu pastagens e milho safrinha em diversas localidades.

De acordo com o presidente da Associação dos Municípios das Missões, Brasil Antonio Sartori, de Entre-Ijuís, outro município bastante afetado com o excesso de águas, até a próxima sexta-feira (2/6) ele estará mantendo contato com os prefeitos da região, especialmente das cidades mais atingidas pelas cheias, e também com a Defesa Civil, para organizar as medidas que podem ser tomadas pela AMM, junto às autoridades estaduais. "Estou retornando hoje de Porto Alegre, onde estive cumprindo várias agendas. Entre elas, uma audiência com o secretário de Transportes e Mobilidade, Pedro Westphalen, para tratar dos municípios sem acesso asfáltico, Pirapó e Garruchos, que se encontram em condições ainda mais intrafegáveis, por causa das chuvas", explicou Sartori ao enfatizar: "vamos conversar com os prefeitos, buscarmos alternativas conjuntas e imediatas para amenizar os danos causados pelas chuvas, que afetam diretamente a comunidade missioneira", concluiu o dirigente da Associação dos Municípios das Missões.

Por Karin Schmidt
Fonte: Assessoria de Impeensa AMM

quinta-feira, 1 de junho de 2017

PARLAMENTO GAÚCHO HOMENAGEIA AMM PELOS 50 ANOS.

AMM é homenageada pelo Parlamento Gaúcho com a Medalha da 54ª Legisatura

AMM é homenageada pelo Parlamento Gaúcho com a Medalha da 54ª Legisatura
Brasil Antonio Sartori, Laureano Schoffen e Eduardo Loureiro

Mais um momento histórico marcou as comemorações alusivas ao aniversário de 50 anos da Associação dos Municípios das Missões (AMM), criada em 28 de maio de 1967. A entidade foi homenageada com a Medalha da 54ª Legislatura durante o Grande Expediente na Assembleia Legislativa, em Porto Alegre, na tarde de quarta-feira (31/5). O proponente da distinção foi o deputado Eduardo Loureiro (PDT), que por duas vezes presidiu a Associação. "Desde a sua fundação, a AMM é uma entidade associativa com profícuos serviços prestados na caminhada do municipalismo em defesa do ente federativo mais importante: o município. Onde de fato, a vida acontece", ressaltou Loureiro.

Da tribuna do Plenário 20 de Setembro, o parlamentar rememorou pleitos que vêm desde 1967, como a ponte internacional Porto Xavier/San Javier, acessos asfálticos, recuperação de rodovias, e demais áreas de atuação que integram as constantes reivindicações da AMM, em benefício do desenvolvimento local e regional. "É com base na peculiar formação que compõe a história da região das Missões, que a AMM moldou sua trajetória de lutas e conquistas, norteada pela capacidade de integração e articulação de todos os presidentes que conduziram a entidade, ao longo destes 50 anos de existência", destacou Eduardo Loureiro.

Casa do Povo
Idealizador e um dos fundadores da AMM, Laureano Alberto Schoffen foi um dos homenageados e fez questão de reiterar que desde os primórdios da Associação, a união dos municípios tem sido a marca da entidade. "Pelo que tenho conhecimento, esta é a primeira vez que a Associação recebe uma honraria do Parlamento Gaúcho. Trata-se de um reconhecimento muito importante da Assembleia Legislativa, a Casa do Povo, às atividades realizadas pela AMM", salientou Laureano, que aos 92 anos segue atuando na Secretaria Executiva. O reencontro de Laureano Schoffen com Porfírio Peixoto, depois de 40 anos, foi um os momentos marcantes do evento. Ambos integraram a primeira diretoria da AMM, em 1967, e relembraram fatos decisivos na história da Associação.

Vencendo desafios
Com mesma relevância, o atual e 40º presidente da Associação dos Municípios das Missões, Brasil Antonio Sartori (PP), de Entre-Ijuís, reforçou que um dos principais fatores que mantêm a AMM cada vez mais forte, é a união e mobilização dos prefeitos, vereadores, empresários, lideranças e comunidade missioneira. "Neste meio século de existência a AMM obteve significativas conquistas, graças a soma de esforços que vão ao encontro de ações que promovam o bem estar da população. Ainda temos muitos desafios pela frente, mas seguiremos trabalhando em conjunto por melhorias nos 26 municípios da região", assegurou Sartori, que ao lado de Laureano Shoffen, recebeu a medalha em nome dos 26 municípios da região.
O presidente da AMM e o deputado Eduardo Loureiro ressaltaram que no decorrer destes 50 anos, entre outras áreas de atuação, o turismo missioneiro teve expressivos avanços por meio do Departamento de Turismo (Detur), como o Caminho das Missões e a Ruta Jesuítica Internacional. De acordo com eles, com a retomada dos voos no aeroporto de Santo Ângelo, a partir de 3 de julho, a expectativa é de que aumente, consideravelmente o fluxo de turistas na região.

Também participaram do ato o vice-presidente da AMM e prefeito de Rolador, Paulo Peixoto (PMDB); a secretária da Associação e prefeita de São Paulo das Missões, Noeli Ruwer (PMDB); os prefeitos de Salvador das Missões, Daniel Gorski (PT); de Ubiretama, Ildo Leske (PDT) e de Snto Ângelo, Jacques Barbosa (PDT); os ex-presidentes da AMM, Fabiam Thomas (Giruá); Mário Nascimento (São Miguel das Missões), que na ocasião representou a Famurs; Ernani Sphor (Salvador das Missões); o ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Porfírio Peixoto, que integrou a primeira diretoria da AMM; o presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski; o presidente da Associação Gaúcha de Municípios (AGM), Carlos Cardinal, entre outros.

Em apartes, manifestaram-se os deputados Ciro Simoni (PDT); Jeferson Fernandes (PT); Zilá Breitembach (PSDB); Edson Brum (PMDB); Frederico Antunes (PP); Aloísio Classmann (PTB); Juliano Roso (PC do B); Edegar Pretto (PT); Missionário Volnei (PR), e deputado Bombeiro Bianchini (PPL).

Site AMM

SECRETÁRIO DA SEGURANÇA DO RS ESTARÁ NAS MISSÕES.

A  pedido da AMM, secretário de Segurança Pública do RS estará nas Missões
31 de Maio de 2017
A pedido da AMM, secretário de Segurança Pública do RS estará nas Missões
Presidente da AMM, Brasil Antonio Sartori, com o secretário de Segurança Pública do RS, Cezar Schirmer

Nos 26 municípios da região, a defasagem é de mais de 200 vagas de policiais militares
Preocupados com a segurança da população missioneira, prefeitos da Associação dos Municípios das Missões (AMM) estiveram reunidos com o governador do Estado, José Ivo Sartori, com o secretário de Segurança Pública, Cezar Schirmer, e com o comandante da Brigada Militar, coronel Andreis Dal'Lago. As reuniões foram realizadas na terça e quarta-feira (30 e 31/5), em Porto Alegre.

Conforme formalizado em documento entregue pela AMM às autoridades estaduais, o presidente da Associação, Brasil Antonio Sartori, explicou que o pleito se deve às evasões policiais, seja por aposentadoria ou remoção, que deixou a região das Missões desprotegida. "A situação encontra-se caótica a ponto de que, atualmente, têm mais de 200 vagas de policiais militares nos municípios missioneiros", evidenciou Sartori. Ele acrescentou ainda que "além dos riscos eminentes, esta condição é vexatória, pois muitos postos policiais e delegacias estão fechados, inclusive sofrendo ações de vândalos e meliantes".

Intervenção do Estado
Na terça-feira a noite, no Palácio Piratini, o presidente da AMM pediu a intervenção do governador junto ao comandante da Brigada Militar. Brasil Antonio Sartori, que é prefeito de Entre-Ijuís, ressaltou que "como está em fase de conclusão um curso de formação de PMs, dentre os quais muitos são da região das Missões, reivindicamos com veemência que imediatamente após a conclusão deste curso, sejam designados policiais militares para prestar serviços nos 26 municípios missioneiros".

Boas perspectivas
Na audiência com o coronel Andreis Dal'Lago, na quarta-feira pela manhã, quando também estiveram presentes o vice-presidente da AMM, Paulo Peixoto, e o prefeito de Ubiretama, Ildo Leske, a comitiva foi informada pelo comandante da BM de que até o próximo mês de julho cada município da região das Missões, assim como em todo Estado, terão no mínimo três brigadianos. E a partir de janeiro, serão no mínimo cinco por município gaúcho. "Foi uma reunião muito positiva. Com certeza o brigadiano estando na sua região será bem melhor, pois ele já é conhecedor da comunidade em que vai atuar", salientou Paulo Peixoto, que é prefeito de Rolador.

Prefeito de Ubiretama, Ildo leske compartilha da mesma opinião e reiterou ser de grande valia a presença da Brigada Militar em todos os municípios missioneiros. "Na reunião com o comandante também solicitei um carro novo para Brigada Militar de nosso município, que está precisando com urgência de um  veículo em boas condições para melhor atender a população. E tivemos uma boa receptividade por parte do coronel Dal'Lago, que ficou de nos dar retorno", contou Leske.

No final da tarde de quarta-feira (31), o dirigente da AMM esteve com o secretário estadual de Segurança, Cezar Schirmer, solicitando em nome de todos os gestores municipais missioneiros, que o secretário vá até a região das Missões para conhecer pessoalmente as necessidades da área de segurança. Schirmer atendeu o pedido da AMM e garantiu que, no máximo em sessenta dias, estará nas Missões para conversar com os prefeitos sobre os sérios problemas de segurança, que afetam a população dos 26 municípios missioneiros.

Site AMM

AMM SEMPRE PRESENTE .

AMM ESTARÁ PRESENTE NO 2º ENCONTRO INTERNACIONAL DE GOVERNOS LOCAIS E REGIONAIS DOS POVOS JESUÍTICOS 23 de Novembro de 2017 Geren...