sábado, 23 de maio de 2015

AMM MOBILIZADA POLITICAMENTE EM ASSEMBLÉIA MENSAL.

Mobilização política da AMM marcou assembleia mensal
23 de Maio de 2015
A reunião mensal da Associação dos Municípios das Missões (AMM) realizada na sexta-feira (22/05), em Cerro Largo, novamente, foi palco de relevantes debates, em favor do desenvolvimento estratégico sustentável. Esforço conjunto para manter a filantropia da Emater; alerta da coordenadoria regional da Associação de Bombeiros do RS (Abergs), sobre as consequências da falta do efetivo nos municípios missioneiros; mobilização para a Marcha a Brasília; audiências na Capital federal para tratar da ponte internacional, ferrovia Norte-Sul e barragem Garabi, integraram os principais assuntos do encontro.
Neste mês de maio, Dezesseis de Novembro foi o município responsável pela assembleia da AMM, e o prefeito anfitrião, Ademir Gonzato, optou por promover a reunião na sede na Associação. Ele agradeceu a participação de todos e fez um reconhecimento ao dirigente da entidade, Angelo Fabiam Duarte Thomas, por sempre prestigiar os eventos na região e transmitir para as comunidades o esforço dos gestores municipais na luta por recursos para viabilizar projetos.
“O presidente Fabiam, quanto esteve na abertura oficial das comemorações do aniversário de Dezesseis de Novembro, assim como em outros municípios, expressou as dificuldades enfrentadas pelos prefeitos para bem atender as necessidades da população, mas também disse palavras de incentivo que nos encorajam a seguir em frente”, ressaltou Ademir Gonzato, que presenteou os colegas prefeitos com uma lembrança especial.

Mérito dos prefeitos
Thomas destacou que em todas as ocasiões em que a AMM estiver representada, será exaltado o empenho das prefeituras para manter os serviços oferecidos às comunidades. “Estaremos sempre multiplicando este discurso: se a crise é mundial, por que somente os municípios conseguem encontrar soluções, continuam investindo e progredindo?”, indagou.
O presidente da Associação se referiu ao fato de que nos municípios não se discute a possibilidade de atrasar salários e interromper a execução de programas federais. “Se isto ocorre, é porque existe mérito nas administrações municipais. É inegável, o que não está se conseguindo nos governos federal e estadual, os municípios já conseguiram viabilizar”, observou Thomas, que é prefeito de Giruá, acrescentando que, por tudo isso, a sociedade precisa reconhecer e respeitar o trabalho dos gestores municipais.
AMM em Brasília
Entre os dias 25 a 28 de maio, gestores municipais e outras lideranças missioneiras estarão presentes na XVIII Marcha dos Prefeitos a Brasília em Defesa do Municipalismo. Promovida pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), a programação inclui diferentes temas direcionados ao fortalecimento do municípios brasileiros.
Além da Marcha, os prefeitos da AMM, acompanhados do dirigente da entidade, Fabiam Thomas, estarão participando de audiências na Capital  do país. "Pleiteamos respostas das autoridades federais sobre a ponte internacional e ferrovia Norte-Sul, duas pautas que integram as constantes lutas da AMM", ressaltou Fabiam ao informar que também está sendo aguardada uma reunião com a Eletrobras para tratar da barragem Garabi.
À espera do resultado
Algumas reuniões estão sendo agendadas pelo presidente da Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa, deputado estadual Eduardo Loureiro. Uma delas será dia 27, às 14 horas, com a presidência da Valec Engenharia, empresa responsável pelos Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) da ferrovia Norte-Sul. Em pauta, o resultado dos estudos, com a possível inclusão de um traçado missioneiro.
Sobre o mesmo tema, está sendo confirmado um horário com o ministro dos Transportes, que já garantiu receber a comitiva missioneira, coordenada pelo deputado Loureiro, que garante: "a Valec já finalizou o EVTEA da ferrovia e, inclusive, este estudo já foi remetido ao ministro. Queremos saber do resultado e dos encaminhamentos do assunto",enfatizou o deputado.
No Ministério dos Transportes também será abordada a questão da ponte internacional, cuja luta da AMM é para que seja construída em Porto Xavier. A outra reunião sobre este tema será com o Diretor de Projetos do DNIT, com data e horário a confirmar.

Força política
De acordo com Loureiro, o custo deste empreendimento não representa o maior obstáculo para sua execução. "São dois países que estão empenhados para viabilizar a ponte. Os problemas são outros e, por mais que haja desgaste neste debate, temos que continuar unindo forças políticas para que possamos avançar", pontuou o presidente da Comissão de Assuntos Municipais, que convidou todos os prefeitos que estiverem em Brasília a participarem das audiências.

Site: AMM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ORGANIZAÇÃO DA FEIRA INTERNACIONAL MISSIONEIRA.

Organização da Feira Internacional Missioneira, marcou participação da AMM na reunião dos 30 Povos Jesuítico-Guarani 15 de Agosto de 2017...